sexta-feira, 28 de julho de 2017

FENDA DUPLA DESCOMPLICADA


Por Rebeca Crivelaro Campos 


Falando novamente sobre o experimento da fenda dupla, nesse artigo explicarei de forma mais didática o experimento propriamente dito. 

Para começarmos sugiro assistir o filminho (só 5 minutos) abaixo do Dr. Quantum que explica esse experimento. 



Assim, como uma explicação complementar ao filme podemos compreender de maneira simples e ainda mais profunda como esse experimento encerra a 'lógica' do paradigma materialista e apresenta as infinitas possibilidades do paradigma quântico de forma empírica.

Inicialmente quando a experiência é feita com uma única fenda, o padrão que é formado na parede por trás da fenda é o mesmo tanto quando testado com partículas como com ondas. Em ambos os casos forma-se uma única linha ao fundo.


No entanto quando a experiência é feita com duas fendas os padrões de interferência ficam diferentes do esperado. 

No caso das ondas, quando elas passam pelas duas fendas ao mesmo tempo, elas forma um padrão de interferência de várias bandas. Pois, os topos de algumas ondas encontra o fundo de outras e se cancelam mutuamente. As partes mais brilhantes são os locais onde os dois picos de onda de maior intensidade se encontram, e onde elas se cancelam é a parte escura (da figura), que não existe nada.


No caso dos elétrons (pequenas quantidades de matérias ou partículas), quando elas passam pelas duas fendas se comportaram como ondas (com padrão de várias bandas ao fundo) e não como partícula.


E porque isso aconteceu? Como as partículas não estavam sendo observadas, elas passam pelas duas fendas e se comportam como ondas de possibilidades. Assim, nesse momento elas são onda e partícula ao mesmo tempo (dualidade onda-partícula), pois estão em superposição quântica.

Intrigados com esse padrão de interferência de várias bandas, eles repetiram o experimento e lançaram elétron a elétron, um de cada vez, e mesmo assim o padrão de interferência igual ao de ondas se formou novamente.

Assim, eles resolveram então colocar um medidor próximo às fendas para compreender o que havia acontecido com a experiência.


Mas, aí o padrão de interferência mudou e voltou a ser o de partícula, como eles esperavam inicialmente, somente com os dois riscos projetados no fundo.



E porque ocorreu essa mudança de comportamento do elétron? O elétron decidiu agir diferente, agora como partícula, pois sabia que estava sendo observado.

Dessa forma, conclui-se que o observador colapsou a função de onda pela simples observação.

Conclui-se por meio desse experimento que a forma como nós observamos a realidade determina que essa realidade exista materialmente falando. E se não a observamos, ela simplesmente existe como onda de possibilidades.


Artigo relacionado: Dualidade onda-partícula e a criação da realidade.

Namastê!

Rebec@


Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quântico: http://www.femininoquantico.com.br/2017/07/fenda-dupla-descomplicada.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço antecipadamente o seu comentário! Ele será respondido o mais breve possível!