sábado, 6 de maio de 2017

VOCÊ É A MÉDIA DAS PESSOAS COM QUEM MAIS CONVIVE


Quem nunca ouviu um antigo ditado: 'diga com quem andas que te direi quem és'?

A primeira vez que ouvi que somos a média das 5 pessoas com quem mais convivemos, fiquei um pouco perplexa. Pois, apesar dela ser óbvia, as vezes não nos damos conta da importância dessa questão em nossas vidas.

O que acontece é que o convívio com o grupo que escolhemos, faz com que mantenhamos e reforcemos as mesmas crenças e valores nossas e do grupo, sendo elas positivas ou negativas.

Eletromagneticamente falando, são campos individuais de cada membro do grupo unidos por ressonância ou afinidade energética. O efeito pode ser magnífico ou não, dependendo da intenção sustentada pelo grupo, pois o crescimento exponencial dessa união cria um grande campo que terá um poder ainda maior de influenciar o todo.

Se você nunca ouviu ou nunca pensou a respeito disso, comece a refletir. Mas, não precisa, sair correndo dos grupos que faz parte ou pessoas próximas. Primeiro observe as suas prioridades, os valores que guiam a sua vida? Respeito, fé, liberdade, honestidade, desafios, etc. 

Por exemplo, se você tem o 'desafio' como um valor prioritário e está convivendo com pessoas que preferem muita segurança e estabilidade, fatalmente isso irá dificultar que você experiencie novos desafios, aventuras e mudanças. Pois o grupo irá querer 'ajudá-lo', na perspectiva dos valores e crenças deles, mas que para você não será positivo, pois trará ainda mais conflito e inquietação consigo mesmo. 

Por isso, sugiro um exercício de elencar seus 5 principais valores e correlacionar as áreas da sua vida de acordo com eles. Isso lhe dará uma diretriz interessante para que comece fazer os ajustes necessários de suas companhias.

Outra sugestão muito válida é que, a convivência com grupos, não necessariamente precisa ser física, pode ser com pessoas que inspiram você por livros e vídeos, por exemplo. Dessa forma, não precisa tomar nenhuma medida drástica de romper amizades ou mesmo sair correndo da família. Comece só a selecionar mais o que você emite e absorve de informação: evitando fofocas, assistir TV aberta, ouvir músicas que contam histórias dramáticas e tristes, acompanhar séries e filmes de terror e violência explícita.

Traçando seus valores prioritário e passando a fazer escolhas alinhadas a eles, emergirá uma clareza maior do que realmente é bom para você. Assim, nessa nova ressonância, novas afinidades surgirão natural e espontaneamente sem que você tenha que se esforçar ou sofrer por isso. 

Rebec@ Crivelaro Campos 
Consultora de Organização de Vida
Coach Relacional
Leitora de Registros Akáshicos

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 
Blog Feminino Quântico:http://www.femininoquantico.com.br/2017/05/voce-e-media-das-pessoas-com-quem-mais.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço antecipadamente o seu comentário! Ele será respondido o mais breve possível!