quarta-feira, 31 de maio de 2017

COMO ANDA O SEU 'AUTO RELACIONAMENTO'?


Por Rebeca Crivelaro Campos

Percebo que o relacionamento que temos com nós mesmos é o que determina a qualidade, maturidade dos outros relacionamentos (familiares, amoroso, trabalho...). O quanto estamos conectados a nós mesmos, o quanto cremos no Deus que habita em nós, o quanto sentimos que somos um canal dessa fonte de energia universal, é o que determinará a harmonia externa dos relacionamentos que possuímos.

Por já ser terapeuta e ter um trabalho predominantemente voltado para as mulheres, percebo que o nível de desconexão pessoal existente entre elas é proporcional ao grau de desafios relacionais enfrentados.

O sentimento de autovalor, o nível de intimidade e autoconhecimento que temos seria como o tronco principal de uma árvore e os galhos seriam os outros relacionamentos e desdobramentos de como nos sentimos em relação a nós mesmos. Os relacionamentos estão em nossas vidas como um espelho que reflete o que ainda precisamos curar e lapidar em nós.

Quando possuímos uma relação firme conosco, temos os pés verdadeiramente no chão, assim como uma árvore com raízes profundas. Dessa forma, não é qualquer vento que nos derruba, pois temos força e solidez necessárias para lidarmos com questões que venham a surgir.

A altura da nossa árvore será determinada pela firmeza das raízes, pela fixidez no solo, e pela conexão com a terra. Fatores esses, que determinarão a saúde da nossa árvore e, simbolicamente, se lidamos bem com a materialidade e prosperidade, se temos estrutura física para crescer e nos desenvolver.  

Um resultado natural de raízes e um tronco firme, serão galhos saudáveis, com folhas, flores e talvez frutos. Assim como os relacionamentos e as áreas da nossa vida que se desdobrarão e florescerão, a partir de um sentimento de conexão e autovalor, autoconfiança, amor próprio, auto aceitação e auto perdão.

Compreender e investir nesse relacionamento com nós mesmos é o que eu verdadeiramente acredito ser o pilar principal para termos uma vida mais feliz e realizada.

Acolher nossa luz e nossa sombra, integrar as nossas incongruências e expandir nossa autoconsciência é o que permitirá termos relações mais reais e funcionais, menos ideais e projetivas, mais empáticas e livres, contribuindo verdadeiramente para um mundo mais pacífico, colaborativo e compartilhado.

Sem essa autoconsciência relacional não poderemos contribuir e agregar valor às conexões estabelecidas com outras pessoas. Só seremos reprodutores de relações baseadas em um paradigma materialista já falido baseado na separação, no ego e nos conflitos.

Como num emaranhamento quântico, todos somos um. Se nos amamos, afetamos e curamos todo o sistema. Por isso, priorize a relação mais importante da sua vida, seu 'auto relacionamento', que naturalmente estará contribuindo e melhorando todos os outros.

Rebec@
Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quântico: http://www.femininoquantico.com.br/2017/04/como-anda-o-seu-auto-relacionamento.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço antecipadamente o seu comentário! Ele será respondido o mais breve possível!