sexta-feira, 31 de março de 2017

DICAS ASTRAIS PARA O FIM DE SEMANA DE 31/03/17 - MERCÚRIO EM TOURO


Por Marcelo Dalla

Olá, amigos! A Lua ainda segue na fase nova e ingressa em Gêmeos nessa tarde do dia 31/03. Quais os novos projetos, metas e intenções que temos semeado? Podemos ativar contatos e falar com quem for preciso para avançar. Ficamos todos mais falantes, curiosos e comunicativos.

MERCÚRIO EM TOURO

Por falar em comunicação, o deus mensageiro ingressa em Touro hoje 31/03. Com Mercúrio em Touro, a fala fica mansa, pausada, calma, mais ponderada do que quando estava em Áries. Fica mais fácil cultivar bom senso e cautela. Podemos ponderar bem as idéias antes de tomar decisões. A mente desacelera e o raciocínio fica mais lento, porém mais sólido e consistente. O cuidado deve ser com a teimosia e a inflexibilidade. Precisamos nos manter abertos pra assimilar novos, sem nos deixar levar por dogmatismos.

Quem nasce com Mercúrio em Touro é dotado de força de vontade concentrada, persistência ilimitada para alcançar os seus objetivos através de um trabalho cuidadoso e metódico. Mas precisa de um ambiente profissional bem organizado, sem saber lidar muito bem com alterações na rotina. A mente funciona em harmonia com os cinco sentidos e tem um senso inato do valor das coisas. Pode avaliar muito bem as questões financeiras e tudo o que se refere à segurança material. Com bom senso para os negócios, podem se dividir entre ganhar a vida de forma segura e estável financeiramente, ou através de uma atividade artística e estética. A influência da deusa das artes lhe confere um dom especial para a música e costumam ter bela voz.

Portanto, temos agora um excelente período para ficarmos em dia com o lado objetivo da vida. Cuidarmos dos negócios, dos bens, dos valores, da organização da vida financeira.

A dica é aproveitar para adiantar todas as negociações, lançamentos e assuntos práticos na próxima semana. No dia 9/04 Mercúrio vai ficar retrógrado mais uma vez, até 3/05. Sempre que Mercúrio fica retrógrado, os assuntos que ele rege ficam mais sujeitos a falhas e atrasos: transportes, deslocamentos, comunicações, questões burocráticas... Mercúrio mostra o que precisa ser corrigido, pede revisões nas ideias e nas informações. Por isso é bom evitar grandes contratos e combinações, ficamos todos sujeitos a mudar de ideia depois. Vou falar com detalhes sobre a retrogradação de Mercúrio lá no Astroclick.

O melhor nesse período é fazer tudo com calma, relaxar, promover revisões gerais. Se possível até reservar mais tempo pra fugir da loucura das grandes cidades e da correria da rotina. Deixo um convite: estamos fechando o grupo para o retiro astrológico e xamânico na Páscoa, lá no Antigo Mosteiro Serra Clara, no sul de Minas. Um lugar lindo! Vamos fazer meditações xamânicas, leitura de mapas astrais, reflexões com o tarô, oficina terapêutica com cristais e ervas, banho de cachoeira, fogueira e integração com a natureza. Vem com a gente! Detalhes, valores e fotos do local aqui.

No próximo dia 8 também farei mais um workshop de Astrologia & Xamanismo em São Paulo, no Okavango. Vamos trabalhar com as energias de Urano, Netuno e Plutão. Encontrar o animal de poder, o animal de cura e o animal de sabedoria para ativar o poder pessoal. Vamos fazer leitura dos mapas dos participantes também. Detalhes aqui.

Uma novidade para o mês de abril: durante todo o mês vamos falar de PROSPERIDADE no nosso portal Astroclick e vamos enviar conteúdos exclusivos pra nossa lista VIP também. Artigos, magias, convidados, vídeos, etc. Quem ainda não se cadastrou na nossa lista pode se cadastrar aqui.

Continuo disponível para consultas astrológicas particulares em São Paulo ou por skype. Quem se interessar pode entrar em contato comigo pelo email marcelodalla@hotmail.com.

Grato a quem leu até o final!
Sejamos felizes!!!

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!

A FÍSICA QUÂNTICA E A ESPIRITUALIDADE

Por Luiz Gasparetto
Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 
Fonte: Youtube

ENERGIAS DE ABRIL


Por Natalia Alba
30 de Março de 2017

TRANSFIGURAÇÃO E INICIAÇÃO CÓSMICA

Meus amados,

Habitar nos reinos iluminados etéreos de Peixes durante março foi mágico e revelador, mas também intenso, visto que ainda estamos sentindo as energias dos eclipses e a profunda limpeza interna/física que continuamos a experimentar. Este novo mês de abril, principalmente regido por duas energias “retrógradas”, é um convite à interiorização, antes de ancorar os desejos de nossas almas – e criações – no físico, nos rejuvenescendo mental, física e emocionalmente. Não podemos criar nada autêntico a menos que nós mesmos sejamos puros.

Estamos agora sob o domínio do elemento fogo, e, como o nosso Sol está também muito ativo, ambas as forças estão nos ajudando a queimar tudo o que for velho, e renascer para a luz que sempre fomos e que foi reduzida, por causa das muitas ilusões de nosso eu inferior. Uma vez que alguns de nós estão profundamente imersos no processo de desfazer as membrana tridimensionais de nossos chacras inferiores, essa frequência ígnea também vai nos ajudar a fazê-lo e a nos purificar de modo que possamos continuar com o processo de integração de nossos chacras superiores/alma.

Em um nível planetário, há muitas mudanças, como vocês já podem estar sentindo, o que nos afeta neste momento, como também o coletivo, enquanto o campo magnético da Terra está enfrentando muitas mudanças, e isso, mais os raios da Lua (principalmente durante a Lua Cheia libriana, em 11 de abril) trarão todas as crenças limitadas e inconscientes – e os implantes – à superfície.

No momento, muitos dentre nós estão sob o processo de transfiguração – metamorfose interior e física de nossa personalidade 3D ou eu inferior. E podemos sentir profundas sensações físicas, tais como dores em nossos ossos e na coluna, dores de cabeça, ansiedade, queda de cabelo, entre muitas outras coisas, que   a liberação de antigas impressões e crenças produzem. Isso será também acompanhado por profundas mudanças de humor. Essa é a luz chegando de todas essas forças e alinhamentos cósmicos, nos ajudando a transformar e desfazer aquilo que não estiver mais alinhado com a vontade do nosso Eu Divino e com o papel da nossa alma. Essa Lua pode trazer desafios, mas também profundas revelações da jornada evolutiva de nossa alma.

Se vocês são estabilizadores, como é o meu papel anímico pessoal, vocês podem querer “isolar-se” e ficar em paz, enquanto esta etapa durar, visto que sabemos como é difícil manter o próprio equilíbrio, não dizendo nada nessas intensas etapas quando ajudamos a trazer o equilíbrio para o Todo. É por isso que este mês nos lembra de que tudo seja plenamente ancorado na Terra, bem como estejamos conectados aos reinos superiores, de modo que possamos continuar com o nosso equilíbrio interno, enquanto somos afetados pelas energias intensas da separação da Terra e de suas muitas mudanças nesse processo.

Podemos ficar mais propensos às emoções, durante este mês, e até mesmo deprimidos, principalmente os que estão começando a despertar, porque eles começarão o difícil trabalho interno de liberar toda essa bagagem cármica. Mas isso tudo está acontecendo para nos dar a oportunidade de reconhecer em que lugar o medo ainda continua representando o seu papel principal. O medo pode estar disfarçado sob várias formas, pode surgir em nossas vidas sob a forma de carência, de apego ou auto-sabotagem. Todavia, sempre temos a opção, como seres soberanos, de escolher a qual servir: se ao medo ou ao amor, que, afinal de contas, nós todos somos.

Temos uma oportunidade, principalmente durante a Páscoa, de remover as antigas crenças acerca do que realmente é a ascensão, e velhas impressões que estão nos impedindo de incorporar um nível de consciência mais elevado. Somente após nos transformarmos e começar a acolher nossa Essência Verdadeira e fazê-la descer para o nosso plano tangível, que passaremos da ascensão planetária para nos iniciarmos em um nível cósmico, que vem depois de nossas sete principais iniciações, e concluem a mestria de nosso eu humano inferior.

Abril é um mês que atua como uma ligação interdimensional, criando o espaço para que plantemos as sementes, que em maio finalmente florescerão, trazendo harmonia e unidade entre as nossas polaridades yin e yang, e regeneração, enquanto saímos de nossos domínios interiores e direcionamos todo o nosso fogo interno – e visões – para o nosso plano tangível. Se durante março, nos concentramos em nos manter, primeiramente, a partir de um lugar interno de clareza superior e de sabedoria, em abril, gradativamente, iremos voltar à superfície e fazer descer todos esses mundos interiores, para quando maio chegar, estarmos prontos para finalmente manifestá-los no físico.

Terminamos o mês de março, com o Sol já no signo de Áries. Passamos agora das águas piscianas para o fogo, e mais tarde sentiremos novamente o poder do elemento terra com Touro, no fim do mês. A roda da vida girou novamente e passamos da mestria e integração de toda a sabedoria recebida de nossos desafios passados, com o último signo do zodíaco, para nos iniciarmos novamente nessa jornada evolutiva anímica e infinita, com o primeiro signo do zodíaco, que nos conduz a um novo ciclo com a força e a sabedoria resgatadas das profundezas de nosso ser.

Conforme o Universo sempre confirma e nos demonstra em nossos céus, quando estamos sentindo e dando à luz em nosso micro, este mês tem uma frequência 14, que reduzida é 5. Se o número 5 sustenta a essência do fogo, que indica criatividade e ação – em nosso plano tangível, bem como em março – o número 4 nos lembra que abril, com a sua essência dominante masculina, nos faz sair do etéreo para prestar atenção ao lugar em que realmente residimos, como humanos.

Mas, como somos impulsivos, por natureza, às vezes, manifestando sem o discernimento adequado, a essência do número 14, que também governa este mês e que corresponde à carta do tarô da temperança, nos convida a que nos equilibremos, antes de acessar o desconhecido, porque, como as mulheres aladas da carta da temperança, ainda estamos no intervalo, com um pé no etéreo e o outro no mundano. Como Mercúrio também nos lembrará, pela ilusão humana de estar retrógrado, enquanto caminhamos entre os mundos, a única direção verdadeira vem de nossa bússola interna. Porque esse é o único meio que temos para conhecer o lugar para onde estamos indo e o que estamos manifestando.

Começamos este mês de abril tendo Vênus, o planeta da abundância e da beleza, retrógrado, entrando em Peixes. Vênus em Peixes e ainda mais ao lado da poderosa energia de Netuno, no mesmo signo, nos conecta ao nosso criador interno, ajuda-nos a dar à luz a nossas visões e nos expande para os desejos do nosso coração – e espiritualidade – visto que este é o momento para que possamos imergir em nossos sentidos interiores, conectando-nos com as nossas almas, e escutando a nossa orientação – e inspirações divinas – mais do que nos concentrando no mundo externo.

Vênus em “câmara lenta” vai nos conceder uma perfeita energia de cura para os nossos relacionamentos também. Será uma energia de cura, dissipando tudo o que for impuro e não autêntico em nossas sagradas reuniões, conduzindo-nos a uma síntese interna, estabelecendo uma conexão mais profunda com todos os aspectos de quem somos e amando cada um deles como exclusivos e iguais, sem qualquer julgamento, antes que possamos amá-los também em outro ser. Já que temos Quíron, o curador ferido, também em Peixes, será um importante momento para utilizar o perdão – principalmente com a Lua Cheia em Libra, no dia 11 de abril –  como a nossa principal ferramenta de cura e de integração da alma, o que é essencial, antes de acolhermos plenamente uma nova parceria. À medida que a deusa do amor revisa sua jornada, nós também o fazemos, e isso pode trazer, de nosso passado, antigos amantes e situações que pensávamos que estivessem terminado. Quando isso ocorre, é uma dádiva, porque estamos sendo informados de que existem determinados aspectos nossos ainda ativos internamente, que continua a atrair o que deve permanecer no passado.

Em 6 de abril, temos um outro Planeta, que nos lembra da importância de apenas ser, antes de darmos mais um passo para acessar o físico. Saturno, o Planeta da estrutura e da responsabilidade – outra forma da consciência na Criação – nos ensina como ser responsáveis por nossas ações/criações. Pelo contrário, do que alguns podem pensar, Saturno não nos pune por nossa falta de consciência em nossas ações passadas, mas nos faz mais conscientes do que deve ser alterado e transmutado, de modo que não possamos mais repetir os mesmos antigos padrões que não estão alinhados com quem nós realmente somos e com os desejos da nossa alma. Ao ter Saturno, Vênus e Mercúrio, bem como Plutão, mais tarde, retrógrados, nos é dada a dádiva de nos tornarmos testemunhas de toda a experiência de nossa vida – passada e presente – e de assumir plena responsabilidade por aquilo que manifestamos até este momento.

Saturno também nos convida a nos examinar, antes de mergulhar profundamente nesta nova etapa de nossa vida. Vocês aprenderam e integraram a sabedoria de seus desafios passados? Vocês sanaram o que parecia avariado para o nosso ser humano e o restauraram novamente, por reconhecer que sempre somos seres completos? Já vimos além de nossa ilusão humana o que verdadeiramente é e aceitamos isso? Saímos da roda “cármica”, para finalmente acolher nosso criador interno e começar a manifestar resultados que estejam alinhados com a nossa alma?

Este é o momento para ver tudo sob uma perspectiva mais ampla, não de uma linear, visto que apenas quando avançamos além do que parece real para nós, como humanos, é que podemos perceber se o que manifestamos foi de ajuda ao Todo, ou se ainda temos que nos libertar das velhas correntes e começar a ver todas as limitações, que nos impusemos, com a desculpa de que são estruturas necessárias para vivermos neste mundo.

Mercúrio, o mensageiro alado, ficará retrógrado no dia 9 de abril. Como sempre digo, o medo humano programado acerca de um planeta retrógrado ainda está presente em muita gente. Quando incorporarmos um nível mais elevado de consciência, quando nos informarmos propriamente – visto que lá fora existe um bocado de propaganda falsa – vamos compreender que, neste sábio e amoroso Universo, nada jamais é retrógrado, isso é apenas uma ilusão a partir da Terra, não há nada em câmara lenta neste Universo luminoso, há apenas momentos para ser vividos internamente e momentos para se emergir novamente, sob uma nova forma, com uma nova direção para seguir.

Quando vemos o mensageiro alado retrógrado, sob a perspectiva humana, simplesmente somos convidados para nos interiorizar e obter clareza de modo que possamos ficar plenamente conscientes do que estamos dando forma, a partir de dentro. Nós nos comungamos com o nosso aspecto superior, percebendo onde estamos contraídos em vez de permitir a expansão de estarmos prontos para nos elevar novamente – renovados – mantendo uma perspectiva mais ampla de nossa experiência.

Vênus e Mercúrio retrógrados nos farão lembrar de nosso autoamor e observar como nos comunicamos com nós mesmos. Não se trata do que os outros pensam ou dizem sobre nós. Nem se refere ao modo como nos comunicamos com os demais ou o que eles compreendem, mas se trata de nosso diálogo interno relativo a nós próprios, que nos traz mais para baixo e nos faz pensar que somos inferiores ou superiores. Esse período com Vênus e Mercúrio retrógrados, para mim, é para observar como nos comportamos com nós mesmos, porque isso fará toda a diferença em como as outras pessoas nos tratam e como também nos comportamos em relação a elas.

Vocês continuam dizendo aos outros quanto vocês os amam e os apreciam, enquanto ainda se veem como indignos do amor e da abundância? Vocês ainda fingem amar-se, enquanto cobrem isso com coisas superficiais que os fazem se sentir alguém que vocês não são? Vocês honram o aspecto individualizado que a Fonte escolheu para experimentar por seu intermédio? Vocês acolhem o seu corpo físico como algo sagrado, criado com perfeição divina para servi-los bem em sua jornada humana?

Em 11 de abril, temos uma amorosa e equilibrada Lua Cheia no grau 21 de Libra. Essa Lua vem estabelecer o equilíbrio adequado de que precisamos em ambas as realidades: física e não-física, após todo o tumulto dos eclipses, assim como a intensa etapa de purificação em que estamos imersos. Vênus retrógrado em Peixes também estará regendo essa Lua, e temos, ademais, o curador ferido, como eu o chamo, Quíron, em Peixes, é um momento maravilhoso para nos reconectar à nossa divindade, sentindo seu abraço amoroso e infinito, enquanto continuamos curando as feridas passadas, que ainda estamos recriando ou cedendo poder, e que precisam ser aceitas e integradas em vez de rejeitadas.

Em 19 de abril, com Vênus já em movimento direto novamente, o Sol entra em Touro, signo de terra. O segundo signo do zodíaco, regido por Vênus, oferece-nos a dádiva de criar nossos céus na Terra, ao nos conectar à natureza, honrando nosso reino físico e desfrutando de quem somos e das nossas criações. Touro começará abrindo os portões energéticos para que comecemos a nos ancorar, bem como nossos desejos, no físico. Com Touro, vem nossa segunda iniciação, após Áries, em um conhecimento mais profundo de como manifestar nossos desejos a partir de um plano energético para o nosso mundo denso, nos ensinando as próximas lições na roda da vida, que é nos tornar mestres na infinita arte de trazer as coisas de nosso mundo interior para o nosso mundo humano.

Touro, um signo que gosta de ver as recompensas de todos os seus esforços, nos convida a prestar mais atenção nos assuntos terrenos, visto que são a materialização daquilo que está dentro e daquilo que sustenta nossas vidas, lembrando-nos de que as coisas materiais também fazem parte de nossas vidas, não nos separamos mais, em vez disso, escolhemos unificar tudo como sendo igual na Criação e na experiência da vida humana.

Chegou a hora de criar, produzir novos desejos, agora que estamos prestes a entrar em maio. Um momento para renascer, assim como a natureza faz, como tudo está nascendo para um novo modo de existir e assim nós também. Devemos permanecer abertos para receber tudo o que vimos criando internamente, durante todos esses meses e ser pacientes, uma vez que tudo já foi perfeitamente orquestrado para que tenhamos apenas fé e confiança que no Tempo Divino tudo o que está destinado a acontecer em nossas vidas, acontecerá.

Em 20 de abril, Plutão, o planeta da regeneração e poder, também ficará retrógrado. Isso é algo que vai nos ajudar a prestar atenção em que lugar colocamos nosso poder pessoal, propósito e processo de cura, também, visto que Plutão traz para a luz nossas sombras interiores e os aspectos do Eu, que precisam ser curados pela transformação interna. Vocês utilizam o seu poder pessoal para acolher-se e aos outros e estar a serviço em tudo o que possam? Ou vocês cedem o seu poder, permitindo que os outros os controlem, manipulem e/ou escravizem?

Vocês cedem o seu poder aos temores? Ou vocês os controlam, e optam pela confiança divina e fé acima de qualquer outra forma de ilusões humanas? O seu poder reside no Agora, na capacidade de estar plenamente presente neste momento. O seu poder vai para onde vocês colocam o seu amor e a sua preciosa intenção. Portanto, escolham sabiamente, se vocês desperdiçarem a sua força divina interna em coisas insignificantes, ou se a utilizam para construir e criar novos resultados que ajudarão ao Todo.

Essa frequência de terra culminará em 26 de abril, com a Lua Nova no grau 6 de Touro, que atuará como um portal, que funciona como uma ponte para que nos asseguremos de novos inícios e objetivos em nossas vidas físicas. Essa Luz estabelece energias adequadas para que continuemos a nos expandir e a materializar todas as nossas necessidades terrenas, e convida a nos perguntarmos se estamos satisfeitos com os resultados de nossas criações internas, bem como permitir abundância infinita e novas possibilidades em nossa experiência, ou pelo contrário, se ainda necessitamos continuar nos dominando para obter os resultados que estejam alinhados com a nossa vontade mais elevada. Como sempre, o Universo nos proporciona sinais infinitos para que possamos perceber em que lugar estamos em nossa jornada, e a consciência para perceber, se estamos permitindo esse fluxo infinito de abundância – e amor – em nossas vidas ou se ainda estamos nos restringindo disso.

Vênus também passará, como Mercúrio o fará em 20 de abril, para o ígneo signo de Áries, em 28 de abril. Vênus, que está no intuitivo signo de Peixes, se encontrará agora em um de fogo, a coragem para deixar seu estado de sonho, enquanto residiu em Peixes, para finalmente discernir acerca dos relacionamentos que decidimos manter e continuar cocriando em nossas vidas. Como quando Vênus estava no etéreo Peixes, sonhava com novos relacionamentos, que realmente desejou manifestar nessa nova etapa, mas também, e até mais, junto com Netuno, poderia cair nas velhas ilusões e falsas idealizações. Agora que Vênus e Mercúrio estão naquele que inicia, Áries, somos convidados a acionar essa centelha interna dos verdadeiros desejos de nossa alma e estabelecer pilares fortes, que apoiarão nossos relacionamentos no físico.

Finalmente, encerramos o mês com uma segunda quadratura entre Saturno e Quíron, no dia 30 de abril. A primeira dessas quadraturas aconteceu em 28 de dezembro de 2016. A terceira ocorrerá em 2 de novembro de 2017. Quando tivermos alcançado essa etapa de nosso caminho ascensional, ser honestos é essencial para continuar a dissipar tudo que ainda esteja ocultando a Verdade. Em um mês com tantos aspectos retrógrados, e mais ainda com Vênus, Saturno fazendo quadratura com Quíron, é outro lembrete cósmico para que nos amemos e nos respeitemos, assim como a nossa verdade.

Se vocês estão ansiosos para acessar um Novo Ciclo de cocriação consciente e um modo mais elevado de vida, primeiramente, vocês precisam enfrentar e reconhecer o seu eu sombrio, aceitando-o e acolhendo-o como uma parte igual de quem vocês são. Vocês somente caminharão em integridade, com amor e no serviço ao Todo, quando curarem em primeiro lugar todas as feridas que ainda estão sussurrando dentro de vocês, para serem trazidas à tona, gritando nos cantos do seu coração para serem amadas e começar a amar-se tanto quanto vocês reivindicam o amor dos outros.

Quando praticamos aquilo que falamos, reservamos algum tempo para olhar internamente, tornando-nos os observadores das próprias sombras, e em lugar de culpar tudo e todos do que está nos causando sofrimento, aceitem o que se encontra internamente, com responsabilidade, porque sabemos que tudo surge das profundezas do nosso ser, e transforma tudo o que não estiver alinhado, por meio do amor e compaixão divinos.

Eu lhes desejo um abril ancorado e abençoado, amados companheiros.

Com amor e luz infinitos

Natalia Alba.
Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 
Fonte secundária: Adavai Blog
Tradução: Ivete Brito (adavai@me.com)

O PLANETA SERÁ CURADO? (PAI JOAQUIM DE ARUANDA)


Canalização de Pai Joaquim de Aruanda 
Por Thiago Strapasson e Michele Martini
28 e 29 de março de 2017  


Olá Pai. Escutamos tantos comentários, vemos cursos, workshops e diversos encontros onde ouvimos as pessoas dizerem que não há cura para o planeta.

Escutamos as pessoas dizerem que estamos aqui para salvarmos apenas a nós mesmos, buscando pela ascensão individual, e com isso sair dessa malha energética densa que envolve o planeta em sofrimento, deixando para trás todo o resto. Afinal, há cura para o planeta? A busca é individual ou coletiva?

Salve, Filhos!

Nessa pergunta vocês esquecem, por um momento, de que vieram aqui por um motivo. Vocês vieram aqui para elevarem a vocês mesmos, independentemente de tantos comentários, missões ou objetivos, tantos são os que buscam trabalhar para auxiliar de alguma forma.

Todos estão ajudando na cura planetária, mas não ajudam somente ao cumprirem uma missão de vida, que acham ter vindo para executar. Porque a maior contribuição que cada um dá ao planeta, é sua própria cura interior, o comprometimento com o expurgo de tudo aquilo que ainda os prende aos sentimentos inferiores da matéria, como a inveja, a gula, a avareza, e outros de seus derivados como o ódio, a vingança, que vem do revanchismo, e tudo aquilo que deriva da imersão da consciência na rede planetária.

Todos contribuem sim para a ascensão planetária. Mesmo aqueles que são vistos como os vilões. Vocês, filhos, esquecem que todos foram criados da mesma forma e à Fonte retornarão. Então somente falta a lembrança de que todos os estados são provisórios. Pois todos tiveram que passar pelos traumas do primeiro contato com a matéria, para então se tornarem os vilões, exporem seus sentimentos mais duros de serem trabalhados, e então, através do amor, buscar durante vidas e vidas, a sua própria cura e a liberação de tudo o que os restringe.

O vilão de hoje é o herói de amanhã. E o herói de hoje foi, muitas vezes, o vilão de ontem. Todos vocês, filhos, tiveram que passar por grandes traumas para se inserirem na experiência material. E se revoltaram em muitos episódios contra todos, com sentimentos de vingança, impondo a todos a sua vontade, controlando as pessoas à sua volta, fingindo ser aquilo que não eram.

Tudo isso porque todos esses sentimentos deveriam ser expostos, para que pudessem se adaptar às energias planetárias, e depois trazer a cura a vocês. Todos passam por esse processo de ter contato com a dor e o sofrimento, de inserirem as próprias consciências na matéria, duvidando até mesmo da existência de Deus e do amor entre os homens, para depois se curarem, e um dia se libertarem em ascensão. Mas muitos se esquecem disso.

Muitos se esquecem de que, todos inseridos nesse mesmo planeta, em meio às experiências onde trabalham os sete pecados capitais, estão suscetíveis ao erro. Vocês deslizam sim, mas logo se levantam. Talvez sejam necessárias diversas encarnações, até centenas, para que possam compreender de uma vez o que estão fazendo aqui, ou para que possam descobrir que estão sendo iludidos pela experiência da matéria. Mas é esse o objetivo de cada um de vocês: Tomarem contato com a ilusão da matéria, e então se libertarem à irradiação de sua paz interior, e ao contato profundo com o amor de Deus.

Tudo pode ser visto como um jogo. Onde vocês entram sendo a essência do Criador Pai Mãe. Como essências, puras e brilhantes, são inseridos nas experiências de forma intensa. Pois, habitando esses corpos de carne, as sensações são todas aumentadas, e então adentram a consciência na matéria, como se essa fosse a única alternativa disponível, como se esse fosse o único caminho. Tornam-se os vilões, os vingadores, os usurpadores, os ladrões, os exploradores, imergem da realidade holográfica e vivem a experiência com profundidade.

Até que, um dia, se cansam desse processo, e começam a perceber que há algo mais, que nem tudo acontece como queremos. E nessa profunda dor de não saber aonde ir, começam a buscar a cura, através da sua própria elevação. Tornam-se a representação do amor, daquele que já possui a sabedoria de compreender do que é feita a vida, e de que a matéria sempre conduzirá ao caminho do sofrimento e da dor. Mas é a libertação que conduz à plenitude da essência e que conduz à unidade. Esse é um caminho bonito de se assistir, viu filhos.

E é por isso que, de nossa parte, vocês são lindos, belos, porque tudo que veem hoje são bloqueios, personagens, que, como uma cebola, vai tirando as cascas, e sobra um ser bonito e brilhante. Porque a vida na matéria não é o que pensam, há muito mais, não é, filhos? Há muita vida fora de seus olhos e ouvidos. E nós somente vemos isso, essa beleza que são, sem qualquer julgamento, porque nós sabemos quem vocês são.

São tantos seriados, filmes, que relatam seres sobrenaturais, ou de ficção, onde já é colocado que alguns seres, humanoides, teriam as sensações físicas aumentadas enquanto estão no estado não humano. Isso ocorre porque, ainda que de forma distorcida, vocês sentem que há uma realidade maior no universo. E é a abertura para isso que vocês vieram buscar, por desmistificar a matéria, e então se libertarem à união do amor. Mas em seu mundo são várias distorções daquilo que a intuição tenta os avisar, tenta os ensinar.

Vocês passam diversas encarnações tentando entender. Entender a vida, entender uma só encarnação. E então imaginem alguns de vocês que tentam entender várias encarnações de uma só vez... hihihi. É por isso que dizemos para vocês viverem no agora, no hoje, porque assim vocês não se preocupam com o ontem nem com o amanhã, mas somente com a cura do agora.

Quando começam a buscar a fundo os seus podres, quando tentam melhorar aqueles aspectos da personalidade que os incomodam, aqueles que por tantas vezes vocês deixam de lado, aceitando o problema em vocês mesmos, quando decidem olhar a fundo e não se contentam com pouco de vocês mesmos, vão descobrindo quem realmente são. E, então, filhos, as cascas vão caindo, vão ficando no caminho, e a cebola começa a aparecer, mais limpa. É assim que ocorre.

Mas muitas vezes, ou seja, todas as vezes, o que veem não é bonito. Alguns podem pensar: Ah! O meu é bonito! Eita ego danado! Vai mais umas encarnações aí para entender o significado dessa frase... hihihihi

Ah, o Kryon não existe! Ah, o Pai Joaquim não existe! Ah, Krishna não é azul! Hhihihihi. Tantas opiniões distorcidas de uma realidade que não é compreendida nem sequer pela metade.

Mas isso tudo, filhos, nos leva a observar o que ocorre na mente. E agora chegamos ao ponto que queríamos chegar depois de todo esse discurso. A mente, filhos, os prende, põe medo, desafia, trava, causa dificuldade, gera preocupação. Mas vocês não percebem isso, porque acham que esse é o estado natural. Então, como é que faz para ver isso? Tem que passar pela dor e pelo sofrimento para compreender que aquele não era o caminho do coração.

A coisa é simples: A mente, o ego, fica repetindo que aquele é o caminho, e então vocês até chegam a acreditar que é o coração dizendo, e acabam seguindo esse caminho, mas ele os conduzem novamente à dor e ao sofrimento. E o ciclo se repete, até que tenham sabedoria para transcender o ego e a mente, e compreender o caminho do coração.

As pessoas vivem as suas experiências, onde o maior objetivo é aprender a transcender todas as más inclinações, e descobrirem quem elas mesmas são, mas elas ainda arrumam tempo para julgamentos, para acharem isso ou aquilo. Para considerarem certo ou errado alguma crença ou alguma ideia.

Ah! Quanto tempo perdido, filhos, com todos esses pensamentos, essas preocupações, esses caminhos obscuros que sempre os conduzirão à dor. Porque esse caminho da matéria, filhos, é feito justamente para os ensinarem isso, para os deixarem exaustos, até aprenderem a lição que vieram aprender. É para isso, para se elevarem, para se liberarem, e tirarem as cascas, e todas aquelas cargas que carregam nas costas, é para isso que estão aí. E é disso que não devem se esquecer.

A vida é apenas o caminhar em busca de elevação individual e nada mais. E se elevar é buscar as experiências, a sabedoria, para lidar com os meandros de vocês mesmos, com o caminho de vocês mesmos, e assim liberarem esses pensamentos todos que os conduzem à vida material.

Vejam bem: Se a sua vida é ruim, ou se vocês têm problema por causa do seu trabalho... Epa! O problema é vocês acharem que o seu trabalho é um problema.

Ah! E se você acha que está infeliz porque o casamento não tá bom... Ops! Então olhe para você mesmo que está faltando você encontrar a você mesmo.

Nada que vem de fora é ruim, filhos. Nenhum sabor é amargo. O que é amargo é a sensação que vocês têm diante daquilo que experimentaram. É uma resposta, uma reação àquilo, e nada mais. E é isso que a matéria está o tempo todo mostrando para vocês, mostrando esses pensamentos que, no fundo, mostram as suas dores interiores, aquilo que precisa ser curado em vocês. E aprender que cada um tem o seu gosto, que cada um tem a sua escolha, mas que todos estão no caminho de sua própria cura, libertação e elevação. Uns mais adiantados, outros ainda no começo, mas todos estão nessa trilha. Vocês precisam entender que, assim como tem gente que gosta de goiaba, tem gente que não gosta. A sensação pode ser boa, como também pode ser ruim. Aí eu pergunto: O que é ruim ou bom? É mesmo a goiaba?

A goiaba é apenas aquele coitado que apareceu na frente de vocês, para vocês poderem julgar ele de ser bom ou ruim. E ele só está tentando descobrir que ele é uma goiaba. Assim como vocês também deveriam estar na sua busca individual, em descobrir quem vocês são, ao invés de olhar os outros e pensar que eles são os seus problemas.

Ninguém pode ser o problema de ninguém, filhos. O problema é apenas algo criado na mente de vocês. E da mesma forma que vocês criaram um pensamento de problema, podem olhar sob uma ótica diferente e ver uma coisa boa. Ao mesmo tempo a coisa ruim fica boa. Simples, não é?

Então vamos seguindo o pensamento junto com o pai aqui.

Vocês trabalham e acham que é muito ruim, porque as pessoas estão estressadas o tempo todo. Não é, filhos?

Mas então eu pergunto: Se o Buda estivesse nesse ambiente com as pessoas estressadas, como seria a reação do Buda?

Ah! Peguei vocês, filhos! Vocês sabem que o estado de plenitude e paz interior pode ser alcançado em todos os lugares físicos que estiverem com os seus corpos. Pois o estado de paz é interior. Nada pode abalar a paz de um Buda. Porque ele encontrou a ele mesmo. Ele é Um com o meio, com tudo o que está em volta. Ele faz parte da Unidade, do Todo.

Por isso, filhos, que para vocês alcançarem o estado búdico, elevação plena, União com o Eu Sou, precisam deixar de lado o que está acontecendo em volta de vocês, em todos os assuntos, ambientes e situações. Nada mais importa, a não ser o estado de paz interior. Todo o resto são pensamentos que te levarão de novo ao caminho da matéria, do ciclo de dor, sofrimento, para então aglutinar sabedoria e transcender em libertação. Simples, não é, filhos?

Essa paz, filhos, quando alcançada, jamais é perdida. Ela é somente alimentada. Pois no estado de plenitude, a permanência é o combustível para que continue a plenitude, e assim vai.

Por isso, filhos, qual o sentido de reclamarem das experiências, do barulho, do ambiente denso, do stress, da família, dos problemas? Hihihi. Perdeu o sentido, não é, filhos?

Perdeu o sentido porque, na verdade, tudo o que incomoda vocês, é uma coisa boa. É uma coisa que, se está incomodando, é porque está mostrando que tem algo em vocês mesmos que precisa ser visto, trabalhado, tratado, cavocado, explorado, até descobrir de onde veio essa reclamação, esse desconforto, tristeza, raiva, o que for. É o aviso.

Portanto, filhos, estejam atentos a vocês mesmos, e não aos outros, e não ao externo. Pois o externo só tem uma função na vida de vocês: Mostrar a vocês quem vocês realmente são.

Mas a gente falou, falou, e não respondeu à pergunta dos filhos... hiihih.

O planeta vai ser curado?

Vai, filhos, porque vocês vieram aqui para se curar, e se curando, vão curando o planeta. Vocês compreendem isso agora?

Se o ciclo é de imersão, cura e libertação, para onde vocês estão indo agora, depois de tanta cura que está sendo exposta? Para a libertação.

Mas entendam: A libertação é individual, mas vai deixar um rastro no planeta, um exemplo de cura que vai agregar a todos, que na hora certa também vão se libertar. E então o planeta todo vai ser curado sim, quando vocês se curarem. Mas isso vai acontecer no tempo de Deus, esse pai aqui garante que vai.

Fiquem em paz filhos do coração do velho aqui.

Pai Joaquim de Aruanda.


Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 
Fonte: Paz e Transformação

quarta-feira, 29 de março de 2017

LUA NOVA EM ÁRIES (MARÇO 2017): PRIMEIRA LUNAÇÃO DO ANO

Por Débora Mechica


Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 

SOLTAR É ...


Por Rebeca Crivelaro Campos

Soltar significa se desidentificar e também se 'desidensificar'*. Enxergar de forma distanciada. Deixar que as coisas, pessoas situações sejam o que podem em cada momento. Confiar que somos naturalmente cocriadores da nossa realidade, sem esforço, luta ou conflito.

Quando soltamos nos abrimos e nos alinhamos ao campo de infinitas possibilidades. Não pré-determinamos como ou quando as coisas deveriam acontecer. 

Como num ato de reverência diante da vida, nos colocamos apenas como consciências observadoras e deixamos que a vida simplesmente aconteça, sem as interrupções das "necessidade imediatistas" que o ego nos impõe.

Soltar é alívio imediato para qualquer pensamento coagulado, cobrança descabida e limitação diante da vida.

Soltar se compreende, mas não se intelectualiza. Se sente, mas de forma indefinida.

É o simples expirar e liberar de expectativas.

É um constante exercício de reconexão com o fluxo da vida.

Soltar é confiar e não precisar saber onde vai dar.

Rebec@

*neologismo de minha autoria que significa tirar o peso, a densidade...rs


Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!

terça-feira, 28 de março de 2017

2020: A GRANDE CONJUNÇÃO PLANETÁRIA DO CICLO


Nilton Schultz

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 

2017: COMEÇA A NOVA HISTÓRIA DA TERRA


Por Sonia L. Pereira

A melhor forma para explicar as energias de 2017 não está em nenhum lugar ou leitura conhecida pela humanidade.
  
Depois da transição planetária de 21/12/2012, quando entramos na Era de Aquário, passamos por um longo período de quarentena de quatro anos até 21/12/2016.

Essa quarentena foi necessária para calibração do planeta e do corpo humano para fins de se alinharem as oitavas acima na ascensão planetária. A própria Gaia, a alma da Terra, pediu para haver esse período de adaptação para que fosse possível mais humanos despertarem e começassem a expandir as suas consciências.

A partir de 2017 vamos começar realmente a ver materialmente a diferença na Terra das oitavas acima na elevação planetária. A Terra está ascendendo, ao mesmo tempo a terceira dimensão está desmoronando cada vez mais, bem como tudo o que conhecemos como matéria também está se transformando, inclusive a natureza está se adaptando às novas oitavas.

Tudo isso são fatos naturais que precisam ocorrer, bem como o corpo humano também está se transformando, independente da compreensão da mente e de tudo o que racionalmente conhecemos. Poderão haver acontecimentos dramáticos, tanto em escala da natureza como na humanidade que não estiver centrada no coração e que está apegada a antigos conceitos que já estão ficando ultrapassados.

Na história conhecida da humanidade, nos livros, nas culturas, nos cultos, nas crenças; sejam elas das mais antigas conhecidas, delas apenas pode se aproveitar quando algumas se referem a Geometria Sagrada.

Não existe caminho pronto para percorrer, ninguém encarnado no planeta tem consciência para saber plenamente como seguir o caminho das oitavas acima, apenas existem aqueles que estão desbravando o caminho e estão sinalizando à frente para quem vem depois.

Também não há como prever o futuro porque ninguém que viveu na Terra passou por uma transição planetária encarnado. Isso é algo único que as almas encarnadas na Terra estão experimentando. Da mesma forma, todas as profecias existentes antes de 2012 não estão valendo mais porque elas foram feitas para a terceira dimensional, portanto, perderam seus efeitos e não vão mais acontecer.

Profecias estas como a destruição da Terra por guerras ou como o grande temor por causa do planeta Nibiru, planetas anões vermelhos, amarelos, etc. também perderam a validade. Nibiru não trará nenhum malefício à Terra, mesmo porque ele possui a missão de ser um planeta semente e é o semeador de toda a Galáxia.

O que existe ainda são apenas sinais gravados em rochas que foram mal interpretados do que já foi um dia esse planeta. Não temos ideia do que fomos um dia e do que seremos daqui para frente.

Como bem diz Judith Kusel :

“… Nós literalmente não podemos ver a maior parte do espectro de cores cósmicas, e a capacidade auditiva de nossos ouvidos estão fechados consideravelmente desde a queda da Atlântida… para que você possa ganhar em compreensão, que estamos agora retornando a nossas verdadeiras origens, que são galácticas, e não vinculada a planetária !… Você agora vai ser conectado em vastos campos de energia e redes de energia, que são a forma mais poderosa do que qualquer coisa que você pode imaginar.”

De todas as leituras que fiz até agora, a única que me levou até mais próximo do que estamos experimentando no caminho da ascensão é o Calendário Maya.

O Calendário Maya é um legado deixado pela mais antiga de todas as civilizações Mayas que existiram e que possui uma milimétrica explicação sobre a leitura da alma. Sim, muita coisa que vemos nas ruínas Maya não chegam nem de perto a sua cultura original porque a primeira civilização Maya não viveu nesta dimensão da 3D.

Com o Calendário Maya podemos saber a missão da alma, quais os aspectos e experiências com as quais viemos vivenciar no planeta, quais as qualidades de alma precisamos desenvolver nesta vida, os motivos pelos quais nascemos e convivemos com as pessoas e com a nossa família.

Com o Calendário Maya podemos também fazer a previsão do futuro de acordo com a harmonia do Universo, por conseguinte, da natureza. Não existe nada nem ninguém que não esteja matematicamente encaixado no seu lugar certo.

Prediz que realmente nada acontece por acaso e tudo e todos estão interligados e conectados a tudo e a todos. E não existe nada nele do que conhecemos em nossa cultura. E é nele que me baseio para falar de 2017.

Na verdade o ano de 2017, segundo Calendário Maya, começará em julho de 2017.
Nesse sentido e pelas leis da natureza ainda estamos no meio de 2016.

No dia 26/07/2016 do ano gregoriano, o calendário que a nossa sociedade ainda se orienta, foi que se iniciou o ano de 2016 pelo Calendário Maya, que findará em 24/07/2017. Estamos no ano da Onda Encantada da Tormenta.

Sob o aspecto das energias da quinta dimensional este é um ano de transformações para que as nossas vidas e a do planeta se alinhem as oitavas acima que é onde estamos neste momento. Quer dizer que tudo vai acontecer para o alinhamento e calibração necessários.

Como estamos em zona de livre arbítrio e ainda sentindo a polaridade, a terceira dimensional a qual estamos saindo está fazendo pressão contrária tentando sobreviver, mas para esta qualquer intento será naturalmente destruído e não terá validade.

Isso vale para atos, ações da humanidade que não está ascendendo que tentará de tudo pela simples questão de sobrevivência. Por isso, aqueles que estão sendo avisados e já estão conscientes do seu despertar deverão permanecer no centro do seu coração, caso contrário, sofrerá junto com a 3D desmoronando.

Todo cuidado é pouco, no caminhar, nas viagens, nas programações de qualquer coisa, nos relacionamentos, no trabalho, em casa, com a família, em tudo, inclusive nas decisões tomadas.

Nos próximos 6 meses até julho de 2017 procure ficar mais em casa e evite ver notícias; bem como tomar partido de algo, seja na política ou em discussões ou em agressões físicas e verbais.

As certezas podem se tornarem dúvidas. O que você toma como certo pode estar errado e o errado pode estar certo. Se você tiver derrotas, essas derrotas podem ser vitórias, e vice-versa.

Tenha em mente que a terceira dimensional está em processo de pleno enlouquecimento, uma vez que não há mais lugar para ela no planeta. Por isso, deixe qualquer coisa fluir. Se jogue no rio das altas energias dimensionais, leve uma boia e deixa a correnteza levar você. Não tente chegar às bordas do rio, fique sempre bem do meio do rio.

Deixe fluir porque esse é o melhor caminho.

Sobre o processo em que estamos passando no planeta os Índios Hopi bem definiram dizendo que:

“Não há qualquer coisa a ser feita, se jogue no rio e se deixe levar pela correnteza das altas energias. Fique sempre bem no meio do rio, não queria se segurar em nada, nem fique perto das bordas do rio”.

*********

“A Tormenta, segundo o Calendário Maya, traz com ela um período de grandes e profundas mudanças, em que você poderá se sentir mais acelerado, devido a um grande aumento de energia interna. 

Questões profundas poderão aflorar para serem trabalhadas e, nesse momento, poderá surgir certa tensão interna, então, procure energizar o seu Plexo, e também o faça com os outros chakras (coloque suas mãos, uma sobre a outra, na área de cada chakra, por alguns segundos), para manter o equilíbrio energético.

Esse também é um bom período para fazer mudanças em algum projeto, algumas atitudes e em si mesmo, mas lembre-se de manter sua calma e paz interior, mesmo quando acelerado, procure respirar profundamente e se manter conectado ao seu centro, para não perder o controle das coisas.

Procure seguir sua intuição, a qual estará forte, potencialize seus sonhos, seus projetos, dê poder a eles, traçando estratégias de ação, pois a abundância também estará potencializada. 

Mas, lembre-se de que quando se fala em abundância, está se referindo ao aumento de qualquer coisa, por isso, mantenha sua harmonia interna para atrair a energia suficiente para dar impulso aos seus sonhos para que se tornem realidade. 

O que quer que você faça que seja feito com um profundo conhecimento, jamais dê um passo sem analisar todas as perspectivas e possibilidades.

Saiba o que realmente você quer, curando o que está em desarmonia, sempre sendo guiado por sua intuição. Aprenda a olhar por todos os ângulos para ter uma visão sem ilusões. Tente não fantasiar as situações. 

Veja sempre o que realmente está a sua frente e assim tudo flui com mais naturalidade, sem a famosa rigidez, pois ela faz parte de uma visão unilateral, que leva a perder a magia de se viver cada momento, os seus sonhos e projetos, com decisão, certeza e aumento da energia que impulsiona a realização.” – Calendário da Paz e Encantamento do Sonho 3ª edição – José e Lloydine Arguelles.

Entramos em 01/01/2017 do Calendário Gregoriano, com a Onda Encantada do Espelho, onda que está em sincronicidade com a da tormenta. Como estamos coletivamente usando o Calendário Gregoriano, a Onda do Espelho estará agindo em sincronicidade com a Onda da Tormenta neste ano.

O Espelho traz a oportunidade para deixar emergir seu Ser mais cristalino, longe das ilusões e de uma imagem fictícia de você mesmo.

“Durante este período, serão expressos os sentidos da palavra Refletir, assim, Reflita em tudo o que fizer, com calma e ordem; reflita a sua própria luz interior, sem ofuscação; reflita a sabedoria da sua mente e lembre-se que você também reflete o outro, se tornando um espelho também. Então, se mantenha “em ordem”. Ordene tanto os seus pensamentos como as suas ações. 

Procure sempre manter a calma, pois ela reflete a sua paz interior. Se tudo parecer confuso, pare, tome uma inalação profunda e ao exalar pense: “tudo está bem, tranqüilo e em ordem comigo, pois sou o reflexo da Luz Universal que banha o meu ambiente com a paz”. 

Converse com você mesmo. Experimente fazer isso se olhando no espelho. Não se sinta distante ou separado de sua própria divindade, porque você é tão somente você mesmo e isso quer dizer: Luz. 

Procure se expressar da forma mais clara quanto possível, permitindo que o outro também se expresse. Evite concentrar a conversação apenas em seus pontos de vista. Saber escutar é uma forma de falar e de dizer que você respeita, também, o outro, tanto quanto você.

Saiba perdoar e transmutar toda e qualquer situação negativa, porém se a negatividade for insuportável, se afaste do ambiente. Desapegue-se.

Procure fazer mudanças em sua vida começando a desapegar-se de velhas situações, de velhos padrões, de velhos pensamentos. O novo clama por luz e como duas coisas não ocupam o mesmo lugar no espaço, você deve se desapegar do que não faz mais sentido para você e, só assim, a luz do novo pode brilhar.

Às vezes costuma-se permanecer em uma situação sem sentido, por medo de mudar. 
Solte, deixe ir. 

Lembre-se: O planeta está passando por uma grande transmutação, onde o desapego é a ordem do dia. Só assim, pode-se dar um salto dimensional junto com o planeta e cabe a você ajudar a iluminar o planeta através do seu grande amor universal. 

"Seja leal ao amor que você sente por si mesmo e que esse amor reflita o Grande Amor Universal projetado através de toda a galáxia para a expansão da paz que tanto precisamos em nosso planeta.” – In Lake’ch (eu sou o outro você). Realização do Centro de Estudos 13 Luas. Coordenação: Iara Moraes – Salvador – Bahia – Brasil – Fonte: calendariodapaz.com.br

No ano de 2017, segundo a Astrologia, será regido por Vênus (*ACREDITO SER O ANO DE SATURNO E NÃO DE VÊNUS) que representa o Amor, por isso e sincronicamente as energias elevadas o Amor Incondicional deverá ser o melhor caminho para todas as situações e soluções.

Também se inicia em 2017 o ciclo de 36 anos do caminho da estrela de Saturno. Estamos saindo dos últimos 36 anos do Sol, que se iniciou em 1980, quando até aqui ficamos influenciados pelo egocentrismo, pela vaidade, em sobressair mais que o outro, em mostrar o brilho próprio.

A partir de agora, até os próximos a 36 anos, Saturno regerá. Ao contrário do que se pensa, Saturno convida a ir para dentro, a introjeção, a busca pelo o eu interior. A partir de agora, as pessoas irão buscar o seu bem estar interior, seus dons, o se sentir melhor.

Alguns receiam a Saturno porque relacionam ao sofrimento, mas na verdade ele traz a limpeza de karmas passados para atravessar os portais da alma.

Sim, não é um caminho fácil seguir para dentro em busca da própria alma, da sua verdade do ser. Este ano Saturno combina com o Espelho e com a Tormenta até o meio do ano, por isso esse é um momento único para elevar a consciência.

O caminho da Quinta Dimensão é um trajeto de muita responsabilidade. Quanto mais nos elevamos nas dimensões, mais responsabilidade e verdade devemos ter e ser. O caminho da ascensão requer, antes de tudo, maturidade e Saturno traz esse sentido para a vida em termos que aprender a viver na Quinta Dimensional.

Estamos ascendendo, a tendência da vida na Terra daqui para frente é diminuir cada vez mais as polaridades, não havendo mais ganhadores e perdedores. Assim, receberemos em troca tudo aquilo que pensamos e fazemos da mesma forma que emitimos.

O simples pensamento e o sentimento individual colocado nele influência no coletivo, desta forma, algo que acontece do outro lado do mundo teve seu começo na energia do sentimento colocado no pensamento, na força do pensamento, que quanto mais co-criado coletivamente, quanto mais pessoas emitirem o mesmo pensamento unido ao sentimento, essa energia emitida vai se materializar em algum lugar e também nas nossas vidas.

A tendência é unificar as semelhanças e diminuir as diferenças. Vamos começar a aprender que quando colocamos o sentimento de Amor em nossas atitudes tudo na vida se transforma e ao nosso redor. Vamos realmente aprender que somos nós mesmos que materializamos tudo e todas as ações no planeta.

Quanto à materialização, isso é fato real, tudo o que desejamos está se materializando mais instantaneamente. Isso acontece pelo motivo de que nas oitavas acima da ascensão, e quanto mais caminhamos nas dimensões acima, tudo se materializa mais instantaneamente.

Assim, se alguém deseja o mal a alguém ou faz o mal a alguém, prejudicando, passando por cima para ganhar algum proveito, se usar de esperteza, de “manha”, de manipulação, humilhar a alguém, querer ser melhor do que o outro, menosprezar qualquer forma de existência, tudo isso está retornando quase que instantaneamente para quem intentou tudo isso.

Por quê ? Porque as novas energias das oitavas elevadas fazem retornar rapidamente para a fonte que a emitiu. Daí podemos ampliar esse raciocínio para todas as nossas ações e para as ações das pessoas. Ou seja, se a pessoa emite baixa energia, isso vai voltar diretamente para ela - e rápido.

A tendência da humanidade é aprender uma nova forma de viver nas oitavas dimensionais elevadas. Não será tarefa fácil. Esse fato é real e não depende da vontade ou da disposição de ninguém.

Estamos realmente sendo jogados de encontro às dimensionais superiores e teremos que aprender a viver nessa nova forma de viver na Terra, caso contrário, não poderemos mais viver aqui.

Estamos começando um totalmente novo tempo onde nada do que conhecemos servirá mais. A Terra agora é um lugar totalmente novo para viver, algo que a nossa humanidade nunca viveu ou ouviu falar.

O único jeito de viver no planeta é seguir para dentro, encontrar o Portal Sagrado do Coração, redescobrir a alma além da mente racional e condicionada.

O ano da Tormenta unida com o Espelho, juntando ainda o caminho da estrela de Saturno para os próximos 36 anos, e ainda sincronizando com o início da Nova Era, todos juntos chegam no momento certo que permite a expansão da consciência cada vez mais, possibilitando a humanidade a retornar a sua forma mais ampla e a capacidade real de ser.

Para todos será um ano de grandes aprendizados.

Segundo a profecia dos Índios Hopi sobre os tempos que estamos vivendo : “A Terra, suas criaturas, e todas as formas de vida que conhecemos serão modificadas para sempre” e que “A cada pequeno ser será dada a oportunidade de mudar, da maior à menor das criaturas”.

A profecia diz que “O caminho a percorrer durante estes tempos deve ser procurado em nossos corações e no reencontro com seu ‘ser’ espiritual”.

Estamos vivendo momentos únicos !
Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!