terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

ACESSANDO OS REGISTROS CÓSMICOS (PAI JOAQUIM DE ARUANDA E SANAT KUMARA)


Canalização do Pai Joaquim de Aruanda e Sanat Kumara
Por Michelinha OM e Thiago Strapasson 
11 de Fevereiro de 2017

Saudações filhos,

É que muitas vezes seres elevados se aproximam desses filhos aqui, para passar ensinamentos, mas a diferença de dimensão é tão grande que os filhos distorcem o ensinamento. Aí sobra para o pai velho vir traduzir. Porque a gente aqui está no meio do caminho, nem tão lá e nem tão aí. E nesse meio a gente consegue trazer a lição para os filhos de uma forma que vocês possam compreender.

Então nessa manhã o Lord Kumara, que já está num ambiente muito sútil, tentou trazer uma lição para os filhos, mas nem sempre é fácil deles captar, então a gente vem falar de uma maneira mais condizente com o ambiente em que vivem.

Mas então o mestre estava a falar sobre a sabedoria ancestral ancorada em algumas aldeias indígenas. Ele veio para tentar mostrar que em muitas dessas aldeias eles têm conhecimentos muitos avançados, mas ainda de uma forma primitiva, porque é destituída do amor. Assim como vocês têm conhecimentos muito avançados, que é o conhecimento científico, que vocês se desenvolveram muito, mas se esqueceram da pedra fundamental de todo o universo, do amor.

Vejam que toda essa sabedoria ancestral está armazenada no registro cósmico dos filhos, é por isso que vocês procuram a meditação, os banhos de ervas, os tratamentos energéticos, porque embora sua ciência não explique muitos desses métodos, eles são trazidos da sabedoria ancestral que está dispersa e ancorada em muitas das aldeias indígenas de seu mundo.

Essas aldeias, embora ainda de forma rústica, mantiveram dentro do ambiente da consciência coletiva, muito da sabedoria ancestral. Vejam que, embora seja algo primitivo, eles possuem algo que vocês ainda não sabem fazer, que é extrair da natureza o necessário à vida, mas convivendo harmoniosamente com o planeta.

Hoje sua ciência tenta justamente fazer isso, mas os indígenas, os aborígenes, eles já faziam dessa forma, por estarem em meio à natureza. Eles eram inspirados pelos elementais a trazer aquilo que eles precisam para a vida. Então os elementais ensinavam os curadores, os sábios das aldeias, a usar a natureza de forma abundante e trazer a cura para todos. Ainda que de uma forma rústica, esse povo tinha a sabedoria do ciclo da natureza, e eles respeitavam esse ciclo.

Vocês, do mundo moderno, distanciaram-se do ciclo natural da vida, vocês se afastaram da natureza, e trouxeram um conhecimento avançado, mas que não respeita os ciclos naturais. Então, de certa forma, esse conhecimento avançado também é primitivo.

Mas, filhos, há algo de comum em todo o conhecimento ancorado em seu mundo, ele é destituído do amor, da comunhão, da compaixão, do lado humano. Vocês racionalizaram o conhecimento e separaram a mente, a razão do sentimento, da emoção, como se fossem coisas diversas, mas não são. Tanto a mente quanto o sentimento, são complementares, o sentimento gera o pensamento e esse gera o sentimento. É tudo uma coisa só.

APÓS AS LIÇÕES INICIAIS DO PAI JOAQUIM, MESTRE SANAT KUMARA, VEIO A COMPLEMENTAR:

Compreendam, filhos, que trazemos a nossa experiência ancestral ancorada em nossos registros cósmicos milenares, e esse também está contido em todas as formas de vida.

Ao acessar os registros cósmicos em vocês mesmos, elevando-se em estado meditativo e contemplativo da vida, vocês também acessam essas informações que estão armazenadas nos registros do planeta, do universo, bem como de todas as formas de vida.

Ao entrar em harmonia com a vida que está presente de forma abundante em seu entorno, vocês acessam essa conexão de forma sutil, como se fosse um acesso às informações de registros akáshicos de vocês mesmos, mas então passam a acessar os registros das outras formas de vida.

Isso é feito sempre com base no amor incondicional por aquele ao qual deseja se conectar, e, portanto, nós, os Mestres, trazemos sempre a vocês o ensinamento de que o básico para o inicio da terapia é sempre a conexão com aquele ao qual o terapeuta irá se vincular, de forma a amá-lo sem preconceitos e sem restrições, onde despertará o sentimento de amor e caridade, que é a base para o acesso ao registro cósmico de outro Ser.

Assim como, para acessar os registros de outras pessoas, é necessária a conexão com o ambiente presente e então deixar o despertar do amor e caridade pela pessoa aflorar Assim como ocorre com a natureza e todos os elementais.

A partir do momento em que se estabelece uma relação de respeito, gratidão e amor por todas as formas de vida presentes na natureza, como os elementais, os indígenas conhecidos por vocês, conectam-se a esses elementais de forma sutil, acessando os seus registros cósmicos, que vão trazer muitas formas de cura e tratamento, ensinamentos guardados no registro daquelas formas de vida e daquele planeta como um todo, o qual o indígena tornou-se um pelo simples ato de gratidão e contemplação pela natureza.

O que viemos trazer a vocês é que o básico para o acesso aos registros é sempre o amor e caridade, a gratidão pela oportunidade de servir e a entrega com o coração. Dessa forma os índios conectam-se com as energias da natureza com certa facilidade. E assim vocês conectam-se com os mestres ao orar, ao meditar, pois entregam-se com amor a nós.

Ao trabalhar de forma abnegada e dedicada com amor e gratidão, vocês terão todas as informações registradas por todas as formas de vida desse planeta e assim trarão a luz que brilhará para a cura de tantos outros.

Estive, assim como vocês, inserido em experiências encarnacionais onde tive a oportunidade do aprendizado milenar indígena, onde trouxe, através da conexão e contemplação com a natureza, a liberação do ciclo de encarnações, acessando os registros armazenados por esses seres e por mim, eras após eras, em encarnações posteriores, onde pude acessar o meu próprio aprendizado durante essas experiências.

Estive envolvido em disputas territoriais e guerras, mas, em busca de elevação, mantive o centro de equilíbrio através dessas conexões com os elementais, que traziam a paz que eu não encontrava em meio ao ambiente onde estava inserido.

Venho hoje juntamente com o Pai Joaquim, trazer um pouco desse conhecimento para que vocês também possam acessá-lo, pois ele está disponível para todos aqueles que despertarem o sentimento de amor e caridade pelo outro.

O que vocês fazem hoje, filhos, com os trabalhos de acesso de registro akáshico pode ser feito também em proporções menores e maiores em todas as formas de vida e também de planetas e galáxias.

Ao acessarem essas informações, estarão trazendo através do amor, a possibilidade de elevação e cura não só para as pessoas, mas também para o planeta, pois passam a canalizar o conhecimento acessado de um elemental para uma forma de vida, o que vai formando um ciclo de cura e liberação de restrições onde há diversos fios energéticos conectados e que podem ser iluminados a partir de um trabalho grandioso como esse.

O que venho trazer é que há a possibilidade de acesso aos registros de elementais simultaneamente ao acesso de registro de pessoas ou do planeta, e canalizar o conhecimento e sabedoria para curar aspectos específicos.

Através da união do amor com a contemplação e gratidão pela natureza, elementais, todas as formas de vida e pela humanidade, vocês terão acesso a informações que proporcionarão a cura de todos em Um.

Fiquem em paz filhos.

Sou Sanat Kumara.
Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 
Blog Feminino Quântico:http://www.femininoquantico.com.br/2017/02/acessando-os-registros-cosmicos-pai.html
Fontes: Coração Avatar e Verdade Transmutadora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço antecipadamente o seu comentário! Ele será respondido o mais breve possível!