sexta-feira, 18 de agosto de 2017

O ECLIPSE MAIS ESPERADO DO ANO DE 2017


Por Rebeca Crivelaro Campos

O eclipse solar mais esperado do ano chega na próxima segunda, dia 21/08/2017, e acontece no signo de Leão. Esse eclipse também está sendo chamado de O Grande Eclipse Norte-Americano, pois irá cobrir todo o mapa dos EUA.

Aqui no Brasil, teremos uma visão parcial dos acontecimentos, mas inevitavelmente, sentiremos os efeitos, ou mesmo, já estamos sentindo forte há algumas semanas, desde o último eclipse lunar do último dia 07/08.

Mundialmente falando, esse eclipse tem um potencial de transformação ainda maior na atual estrutura de poder, pois, nesse evento, temos Sol e nodo norte em Leão, que impactam diretamente em assuntos relacionados à autoridade, liderança, chefias, políticos.

A relação com o poder individual e coletivo está sendo profundamente revista nesse mês de agosto, como uma lembrança que ele vem do coração de cada um e não da força e da imposição de alguns. Mas, será necessário despertar individualmente primeiro, para nosso próprio poder, ou seja, nossa consciência criadora.

O poder interior em cada um de nós está clamando por espaço e, quem não estiver afim de assumi-lo, poderá ser lembrado de forma desagradável, como por exemplo, por meio de um desconforto físico no próprio coração, que é o órgão físico que mais representa o poder leonino. Quem já não ouviu a expressão: "coração de leão", que se refere à generosidade do coração leonino?

Energeticamente falando, o chacra do coração integra os 3 chacras inferiores e os 3 superiores. Caso o fluxo do nosso campo energético esteja muito desequilibrado, o coração físico poderá sentir, assim como o pulmão. Próximo ao coração e ao pulmão, ainda temos o timo, que é uma glândula linfática responsável pela imunidade e  energia vital que está ligada ao chacra cardíaco. Nos chacras superiores, a garganta é outro ponto que poderá ser mais impactado, pois se relaciona à nossa autoexpressão, e tem tudo a ver com o rugido leonino. E nos inferiores, o estômago será o mais comprometido, considerando que o chacra do poder pessoal, ou 3º chacra é extamente nessa altura, e é o foco de todo esse momento que estamos vivenciando.

Meditação, respiração consciente, contato com a natureza, massagens, ouvir músicas tranquilas, cultivar o simples silêncio, ouvir os próprios batimentos cardíacos, são urgentes nesse momento, caso não queiram ser arrastados por esse intenso fluxo de agitação e desorientação coletiva.

Esse eclipse ocorrendo junto com Mercúrio retrógrado, traz revisões nas nossas intenções por trás de todas as escolhas, e pede um refinamento às nossas emissões vibracionais como: pensamentos, sentimentos e palavras. Somos convidados e reavaliar nosso real propósito de estarmos aqui e a nossa forma de usar o poder pessoal a serviço do Todo.

Por isso a dica para esse final de semana é estarmos atentos à qualidade da nossa própria energia, para que saibamos os melhores lugares que devemos estar, as melhores atividades a serem desempenhadas, as comidas mais adequadas e melhores companhias. Sempre lembrando de consultar nosso próprio sentir antes de agir ou tomar qualquer decisão.

Sejam, sobretudo, gentis e amorosos consigo mesmos, pois não há outra forma de integrar todos os downloads energéticos do eclipse, se não começando do auto acolhimento e da aceitação do que podemos ser nesse momento. 

Namastê
Rebec@

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quânticohttp://www.femininoquantico.com.br/2017/08/o-eclipse-mais-esperado-do-ano-de-2017.html

terça-feira, 15 de agosto de 2017

SILENCIAR PARA ORGANIZAR...


Por Rebeca Crivelaro Campos

Eu gosto é do silêncio, 
porque nele me encontro.
Sinto paz e consciência 
apazíguo os confrontos.

Dentro dele perco a forma
e não tenho identidade,
assim integro-me ao Todo,
e me conheço de verdade.

Ele é sempre o começo 
de qualquer conexão
com nossa essência interna,
nosso modelo de organização.

Se você não gosta dele
está evitando a verdade,
pois ele traz toda a clareza 
para transformar a realidade.

Muitas vezes o silêncio
é chamado: meditação.
como o ato de observar
a nossa própria respiração,
ou também se preferir,
as batidas do coração.

Parece algo fácil 
e muito simples de fazer,
mas quando iniciamos
dá vontade é de correr,
pois com a mente dominando
não conseguimos escolher,
emoções nem pensamentos
parecem que são o nosso Ser.
Isso é a autoconsciência que acaba de nascer.

Com persistência e prática por um tempo,
nos tornamos testemunhas 
do nosso próprio pensamento.
E não mais nos identificamos
e não caímos no julgamento,
pois existe só o silêncio
e o auto acolhimento.

Essa é uma sugestão por onde deve começar.
Mas se quiser alguma ajuda,
vou poder auxiliar
com astrologia, terapias, 
o coaching e os florais de bach.
Você terá um panorama interno 
para contextualizar 
qualquer meta ou objetivo que pretende alcançar.

A Life Organizing
organiza a vida interna,
com a metodologia do coaching
o faz seguir com as próprias pernas.
Com um novo mindset 
para criar sua vida externa.

Vivenciar esse processo 
de organização interior
irá despertar o seu poder,
seu real Observador.
Aquele que cria a realidade
a partir da Consciência,
pois já estará em alinhamento 
com sua própria essência.

Rebec@ 

Até o fim do mês o site http://www.lifeorganizing.com.br  estará no ar...
Para mais informações: rebeca.crivelaro@gmail.com 


Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quânticohttp://www.femininoquantico.com.br/2017/08/silenciar-para-organizar.html

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

OPORTUNIDADES DE MERCÚRIO RETRÓGRADO



Por Rebeca Crivelaro Campos

Estamos num período entre 12/08 a 05/09 com nosso planeta Mercúrio retrógrado.

Mercúrio em nosso mapa é o responsável pelos processos de comunicação, compreensão, aprendizado, estudos, inteligência, raciocínio lógico e prático. Ele rege dois signos: Virgem e Gêmeos e é responsável pelas casas 3 e 6 na mandala astrológica.

Nesse período somos convidados a rever todos esses processos relacionados a Mercúrio e o principal deles é a comunicação conosco e com o mundo. 

Para começar, observar como está a qualidade dos nossos pensamentos seria uma forma de refinamento da comunicação conosco. Se temos claridade do que estamos pensando, conseguimos ter mais consciência do que falamos e, muitas vezes, do que não falamos.  E passamos a compreender melhor em que situações devemos comunicar e quais precisamos silenciar.

Assim, praticamos a impecabilidade da palavra e melhoramos a realidade que estamos criando a partir do que estamos comunicando para nós mesmos e para o mundo.

Além de passarmos a nos comunicar melhor, temos também a oportunidade de ampliar nossa percepção e interpretação de situações, na medida em que mudamos de foco. Se mudamos a forma de enxergar algo, mudamos esse algo e criamos novas oportunidade somente a partir desse novo olhar.

Outra questão importantíssima é que Mercúrio retrógrado já começa a nos preparar para o próximo eclipse solar do dia 21/08, segunda-feira, que será ainda mais intenso do que o ocorrido em 07/08. Ele nos convida à introspecção e revisão para seguirmos com mais liberações de camadas durante esse período de eclipse.

Então vamos colocar os óculos ampliados que Mercúrio retrógrado nos convida, na revisão do que pensamos, falamos e na criação da nossa vida.

Namastê
Rebec@


Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quântico: http://www.femininoquantico.com.br/2017/08/oportunidades-de-mercurio-retrogrado.html

terça-feira, 8 de agosto de 2017

PORTAL DE LEÃO HOJE: 08/08

 

Por Rebeca Crivelaro Campos

Que hoje estejamos atentos ao poder leonino que habita em nossos corações. Que o brilho da nossa individualidade, da nossa autoridade interior possam ser fortalecidos e integrados em perfeito equilíbrio com o Todo.

Quanto mais assumirmos o trono da nossa majestade interior, mais conectados ao nosso propósito estaremos e, ao mesmo tempo, mais contribuiremos simplesmente Sendo nós mesmos.

Ao restabelecermos nossa soberania interna, nos alinharemos a um saber multidimensional, que se manifesta como uma confiança cada vez mais incondicional na vida. Pois passamos a compreender, que tudo está sempre bem, no seu lugar, e que temos sempre o que precisamos nesse exato momento.

A generosidade de Leão se manifesta como gratidão que transborda, e não pede nada em troca. É um sentir paz sem motivos, que só poderá ser compreendido, se vivenciado e experimentado.

Que nossos corações possam ser Um com o Todo hoje e sempre. 

Feliz Portal de Leão a todos!

Namastê
Rebec@

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!

sábado, 5 de agosto de 2017

VIDA EM MODO ESPERA E EM LOOPING


Por Rebeca Crivelaro Campos

Se você não está preparado o suficiente, recomendo que não leia esse texto. Ele pode abalar algumas de suas verdades e pode fazer você refletir e questionar sobre sua atual estrutura de vida.

Percebo que um coletivo de pessoas vive no modo espera, um desdobramento do modo vítima de ser, e isso os leva a viver em forma de looping, onde ela está sempre esperando chegar a sexta-feira, as férias ou até a aposentadoria, mesmo sem saber se ela estará viva para chegar até lá, para poder 'viver de verdade'.

Nesse modo espera, espera-se que algo ou alguém lá fora, até mesmo, um anjo ou um ser ascensionado, como Jesus, ou extraterrestres (acredito que eles existam, aqui não é um uso pejorativo, só não acredito que eles interfiram no nosso livre-arbítrio), venham e resolvam todos as suas questões: relacionais, financeiras, entre outras que estão na lista de demandas urgentes, de preferência. O 'deus' para essas pessoas é quase um serviçal, que recebe novos pedidos o tempo todo.

Mas, observa-se, de fato, que não existe uma real proposta de mudança de vida para elas, pois não estão a fim de se indispor, de questionarem suas próprias crenças, seus próprios valores, pois acreditam que a vida vai se criando por ela mesma, ao acaso, e deixam literalmente que a vida os levem. 

Elas preferem investir na crítica, na reclamação, inclusive de 'deus', que não atendeu seus pedidos, que deixa que esse mundo seja cruel e injusto, e aí vai, o drama só cresce, crítica, julgamento, maledicência. Daí surge a necessidade de que ela se envolva com  algum vício,  para amenizar seu sofrimento, como beber demais, comer demais, tudo para esquecer as mágoas da vida. E o efeito bola de neve de insatisfações, problemas, físicos, psicológicos, relacionais, financeiros só vai crescendo e se agravando.

Assim, mesmo estando ruim, o que importa é que ela está num terreno conhecido. Melhor do que arriscar, tentar algo novo, deixar que a coragem seja maior que um medo, por um pequeno momento. Tentar, mesmo que dê errado para mudar de caminho. Não, isso tudo é demais, pois existe orgulho, vergonha, medos diversos (de não se aceito, de não agradar, de ficar só, etc...). O melhor mesmo é ir ignorando que está realmente ruim a vida dela, e ir se distraindo e se entorpecendo com TV, celular, festinha, mais comida, mais álcool, mais reclamação....

Assim como diz o Gasparetto, a pessoa fica esperando nas filas da eternidade para ser feliz. E quem foca na espera, está sempre esperando. Por isso, busca-se por previsões mágicas de mudança que estejam fora dela, tudo que ofereça uma perspectiva rápida e prática, mas ilusória, de transformação da vida. Porque, no fundo, o que ela não quer é ter o trabalho de enfrentar a dor da mudança, em todos os seus aspectos, e tomar iniciativas reais como: redirecionar o dinheiro dela para investir em desenvolvimento pessoal, para se conhecer, para organizar a própria vida, ler e assistir conteúdos transformadores, fazer algum curso para expandir seus atuais conhecimentos.

Assim, a vida em modo espera e looping virou algo muito comum. E como o que fica comum é compreendido como normal, as pessoas não se questionam, não querem mudar e assim a vida de gado segue. Um coletivo adormecido e enfurecido, pois acham que o mundo lá fora é a causa de todas as desgraças da sua vida, e não querem olhar para dentro, retornar para a causa de tudo, nós mesmo. Ficar em silêncio, que sejam 5 minutos; organizar e limpar sua própria casa; refletir sobre como o seu estilo de vida poderia ser mudado para contribuir com o mundo. Não, tudo isso dá trabalho, então, vamos vivendo assim mesmo, é a vida né?! Bem, é a vida que escolheram. E o Universo sempre diz sim.

Por isso, hoje eu trago uma nova perspectiva de vida, caso você leitor tenha interesse. A visão de mundo onde você é o criador da sua vida. Isso não é papo esotérico e new age, isso é física, mecânica quântica. É o observador que escolhe, por meio da sua intenção o que ele quer criar, sempre, mesmo inconscientemente. 

É difícil de receber essa nova perspectiva no começo, porque foram milênios de ignorância e lavagem cerebral, para que pudéssemos acreditar que não temos poder de transformar e mudar nada. Esse era o grande interesse do paradigma materialista, aquele que separa tudo, que tira a responsabilidade das nossas criações e que desconecta tudo! Você de mim, nós do planeta e de todo o Universo.

Aquele paradigma que foi dominado, sobretudo, pela igreja que diz que você é pequenino, e inútil e que só um 'deus' (bem julgador, malvado e com um chicote na mão) lá fora pode te salvar, se você for um bom menino, é claro. Sendo que esqueceram de falar e ensinar que esse Deus/Deusa, está aí dentro, pulsando, vibrando em cada átomo de cada uma das 50 bilhões de células do seu corpo. E você é o comandante desse coletivo de células.

Aliás, esse Deus/Deusa, essa Consciência maior, esse Universo, é VOCÊ holograficamente falando. Mas, se você continua negando, ele não fará por você, só acatará o seu pedido de ficar acuado, com medo, num canto escuro da sua existência. Pois você estará se eximindo do seu próprio poder e assim, se tornará joguete do mundo, das situações externas.

Se você está satisfeito com sua vida, mesmo nesse modo espera e em looping, tudo certo. Se não, saiba que essa dor que você está sentindo, a sensação de desencaixe, talvez seja a sua resistência em aceitar sua real vida pulsando dentro de você.

Ela quer sair, desaguar, fluir, mas as comportas só podem ser abertas por você. Ou a pressão do fluxo, pode ser tornar tão intensa que você seja sim arrastado. Qual das opções você acha mais inteligente? 

Não é difícil nem fácil fazer as mudanças, depende de como nós enxergamos o processo. Você é o criador da sua própria realidade, busque e aplique essa nova verdade!

Namastê
Rebec@

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

AGOSTO FLAMEJANTE: LUA CHEIA, ECLIPSE LUNAR E PORTAL DE LEÃO


Por Rebeca Crivelaro Campos

Conforme escrevi anteriormente, falando da intensidade da última semana de julho, que abririam os trabalhos do bombástico mês de agosto.

Sol e Marte ainda permanecem em conjunção e o poder do fogo leonino sobre nós impulsiona, queima e transmuta.

Para deixar agosto ainda mais flamejante, temos na próxima segunda-feira, dia 07/08/2017, uma lua cheia em Aquário com direito a um eclipse lunar penumbral, que continua o que foi despertado pelo eclipse lunar de 10/02/2017, em Leão.

A lua cheia por si só pode estimular o transbordamento de emoções mal resolvidas ou recalcadas em nós. Na astrologia entre os muitos significados, a lua representa as emoções, o feminino, o passado, aspectos da nossa natureza que não estão muito conscientes. Assim, juntando: lua cheia, com eclipse e com a conjunção marte e sol, muitas revelações poderão ser feitas e as coisas poderão ficar realmente explosivas, se não estivermos no nosso centro.

A dica da semana para se preparar para lua cheia com eclipse na próxima segunda-feira é estar mais recolhido, em casa, se tiver contato com a natureza, melhor ainda. Práticas de limpeza como banhos com ervas e sal, meditação e respiração consciente serão muito bem-vindas. E se você quiser acessar a disposição solar-marciana fornecida pelo Cosmo, sugiro ainda uma limpeza completa em casa, nos armários e nas gavetas.

O eclipses além de serem catalisadores de mudanças importantes e trazerem muitas situações à tona para serem liberadas e curadas, também fornecem códigos energéticos para novos começos eclodirem. No entanto, para que o novo se manifeste, precisamos abrir espaço dentro e fora de nós. 

Um dia após a lua cheia com eclipse teremos o ápice do Portal 08:08 em Leão. Nesse Portal de Leão, a Terra irá se alinhar à Estrela de Sirius e ao Centro Galáctico, o que irá afetar diretamente nossa grade energética planetária. Como tudo está conectado, essa grade irá influenciar diretamente a reconfiguração do nosso DNA, fazendo downloads dessas novas energias para nossas células e nos conectando com todas essas mudanças, do macro ao micro.

Para podermos respirar, hoje, 03/08/2017, Urano fica retrógrado e permanece assim até janeiro de 2018, ajudando a diminuir um pouco esse ritmo frenético de acontecimentos.

Para selar a semana do eclipse com o Portal de Leão, dia 12/08/2017, Mercúrio também fica retrógrado e se junta à Urano. Com duas retrogradações, somos convidados a refletir, contemplar e rever todos os acontecimentos que vieram à tona nesse começo de agosto. 

Depois dessa avalanche de acontecimentos, mal respiramos e já nos preparamos para o próximo eclipse solar em 21/08/2017, que será assunto do próximo post.

Que estejamos em silêncio, cultivando o centramento e desenvolvendo discernimento. Esse é o melhor conselho para o momento!

Namastê! 

Rebec@

* Caso queira conhecer um pouco mais do que seu mapa pessoal astrológico diz clique AQUI!

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!

segunda-feira, 31 de julho de 2017

VOCÊ SABE QUAL TIPO DE MINDSET É O SEU?


Por Rebeca Crivelaro Campos

Mindset em inglês significa mentalidade, um conjunto de crenças e valores, nossa forma de pensar predominante que molda nossa vida.

Segundo Carol Dweck, existem dois tipos de mindset: o fixo e o de crescimento.

No caso do mindset fixo, a pessoa tem uma atitude mental mais rígida, menos aberta à mudança e ao novo aprendizado. Mas, a característica principal ressaltada por ela é a crença predominante de que errar é errado ou fracassar é negativo.

Dentro desse linha, pessoas de mindset fixo tendem a serem muito críticas e perfeccionistas consigo mesmas, não se permitindo errar ou mudar. A culpa e o medo que sentem de não terem sido 'bons' o suficiente, os deixam paralisados em um ciclo de aprendizado muito penoso e devagar. Essas pessoas tendem a se agarrar a velhas ideias e paradigmas, mesmo que não estejam mais funcionando na vida delas. Mas, o que importa é estarem certos. Mais difícil do que aprenderem o novo é desaprenderem o antigo.

No caso do mindset de crescimento, a atitude mental predominante é o da flexibilidade. Uma palavra mágica que pessoas desse tipo de mindset possuem é o 'ainda', pois elas sabem que vão conseguir em algum momento atingir seu objetivo ou ter aquele aprendizado, mesmo que não tenha sido de primeira. 

O mindset de crescimento, também conhecido como progressivo ou evolutivo, está aberto ao novo e encara o erro e o fracasso como recálculo de rota e não como um fim. O aprendizado é mais fluido e os términos e recomeços de projetos são vivenciados de maneira mais natural e espontânea, sem drama.

Carol coloca, por exemplo, a importância de estimular o desenvolvimento desse mindset na educação de uma criança, que poderiam ter a dádiva de crescer com uma atitude mental muito mais benéfica para que possa construir uma vida mais feliz e alinhada ao seu propósito de vida.

Outra questão interessante apontada no livro, é que temos uma média predominante de um ou de outro, mas eles diferem dependendo de cada área da vida.

Por isso, nesse momento convido a uma reflexão. Qual seria o seu mindset predominante?
E separadamente por áreas da sua vida? O que você está ganhando escolhendo um ou outro? O que impede que mude para o mindset de crescimento?

O mais importante compreender aqui é que a partir do momento que você opta pelo mindset de crescimento, mesmo não sabendo como fará as mudanças, você já está tendo sucesso, pois está se abrindo ao novo. E diga: "Eu não tenho um mindset de crescimento para essa área da minha vida ainda, mas já estou me alinhando a esse novo modelo ."

Então, mude agora mesmo, e saiba que a mudança é um processo. E sempre que parecer difícil, você está no mindset fixo e quando estiver no de crescimento estará progredindo.

A estabilidade não existe, a vida é fluxo e impermanência constantes.

Namastê

Rebec@

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quântico: http://www.femininoquantico.com.br/2017/07/voce-sabe-qual-tipo-de-mindset-e-o-seu.html

O MAPA ASTRAL E NOSSA ORGANIZAÇÃO INTERNA



Por Rebeca Crivelaro Campos

O mapa é uma ótima ferramenta de autoconhecimento que nos ajuda a compreender nossas tendências, desafios e talentos natos. Quanto mais conectados estamos à nossa essência, mais fluímos em alinhamento ao nosso mapa.

O mapa mostra nosso formato de organização interna, com potencialidades esperando para serem realizadas e desafios a serem transcendidos. 

Considero um modelo primário de organização e por isso, uma ferramenta de autoconhecimento poderosa, que é representada simbolicamente por uma mandala que divide nossa vida em doze principais áreas.

Essa mandala seria o retrato da organização da nossa essência, da nossa casa interna e, que a partir de três ingrediente básicos: os planetas, os signos e as casas. Os planetas irão mostrar o que está acontecendo, os signos mostram como está acontecendo e as casas mostram onde está acontecendo.

Nossa mandala astrológica pode funcionar como um modelo de lentes pelas quais enxergamos o mundo externo, e logo, cocriamos nossa realidade externa.

Dessa forma, ter o conhecimento da sua casa interna e saber como ela melhor se organiza, irá determinar positivamente o quê e como você cria sua vida exterior.

Conhecer esse modelo interno nos permite escolher e priorizar o que é melhor para nós, discernir o que é essencial do que é inútil, o que devemos ou não fazer, os relacionamentos mais benéfico a serem mantidos, o trabalho mais alinhado ao nosso propósito, entre outras escolhas mais conscientes.

Você compreenderá que um mindset desorganizado reflete numa vida desorganizada em todos os sentidos. E se não pensar em compreender essa organização interna como um evento primário, provavelmente não terá sucesso em sua organização externa .

Ter conhecimento e organizar a casa interna resulta em uma mudança de percepção diante da vida, uma forma nova e expandida de pensar, sentir e viver.


Vivenciar esse processo de organização interna lhe reconectará à sensação de pertencimento e de estar habitando a sua própria casa.

O mapa não muda ao longo da nossa vida, mas nós nos transformamos continuamente e expandimos a cada experiência vivenciada. Assim, a partir do conhecimento do nosso próprio mapa podemos saber quais são nossos desafios pessoais para poder transcendê-los da melhor maneira e nos alinharmos aos melhores potenciais.

Fazendo analogia com um conceito da PNL, que diz: 'o mapa não é o território', onde existe um mapa interno que vivemos em nossa mente e o território, que é o mundo externo que vivemos e consideramos a nossa realidade. Na Astrologia, o mapa, seria o mapa astral, essa fotografia do céu na hora do nascimento - que não muda, e o território seria nosso nível de consciência, nossa percepção de realidade, nossas crenças e valores, nosso mindset.

Conhecer sua organização interna irá auxiliá-lo diretamente a ter clareza uma maior clareza de seu propósito de vida, compreender suas prioridade e, sobretudo, compreender melhor padrões que o fazem permanecer na sua zona de conforto (nodo sul) e não seguir para sua zona de realização (nodo norte).

Essa é uma breve apresentação do que a minha consultoria, Life Organizing, poderá fazer para gerar uma real transformação na sua vida.

Para mais informações: rebeca.crivelaro@gmail.com 

Namastê

Rebec@
Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quântico: http://www.femininoquantico.com.br/2017/07/o-mapa-astral-e-nossa-organizacao.html

sexta-feira, 28 de julho de 2017

FENDA DUPLA DESCOMPLICADA


Por Rebeca Crivelaro Campos 


Falando novamente sobre o experimento da fenda dupla, nesse artigo explicarei de forma mais didática o experimento propriamente dito. 

Para começarmos sugiro assistir o filminho (só 5 minutos) abaixo do Dr. Quantum que explica esse experimento. 



Assim, como uma explicação complementar ao filme podemos compreender de maneira simples e ainda mais profunda como esse experimento encerra a 'lógica' do paradigma materialista e apresenta as infinitas possibilidades do paradigma quântico de forma empírica.

Inicialmente quando a experiência é feita com uma única fenda, o padrão que é formado na parede por trás da fenda é o mesmo tanto quando testado com partículas como com ondas. Em ambos os casos forma-se uma única linha ao fundo.


No entanto quando a experiência é feita com duas fendas os padrões de interferência ficam diferentes do esperado. 

No caso das ondas, quando elas passam pelas duas fendas ao mesmo tempo, elas forma um padrão de interferência de várias bandas. Pois, os topos de algumas ondas encontra o fundo de outras e se cancelam mutuamente. As partes mais brilhantes são os locais onde os dois picos de onda de maior intensidade se encontram, e onde elas se cancelam é a parte escura (da figura), que não existe nada.


No caso dos elétrons (pequenas quantidades de matérias ou partículas), quando elas passam pelas duas fendas se comportaram como ondas (com padrão de várias bandas ao fundo) e não como partícula.


E porque isso aconteceu? Como as partículas não estavam sendo observadas, elas passam pelas duas fendas e se comportam como ondas de possibilidades. Assim, nesse momento elas são onda e partícula ao mesmo tempo (dualidade onda-partícula), pois estão em superposição quântica.

Intrigados com esse padrão de interferência de várias bandas, eles repetiram o experimento e lançaram elétron a elétron, um de cada vez, e mesmo assim o padrão de interferência igual ao de ondas se formou novamente.

Assim, eles resolveram então colocar um medidor próximo às fendas para compreender o que havia acontecido com a experiência.


Mas, aí o padrão de interferência mudou e voltou a ser o de partícula, como eles esperavam inicialmente, somente com os dois riscos projetados no fundo.



E porque ocorreu essa mudança de comportamento do elétron? O elétron decidiu agir diferente, agora como partícula, pois sabia que estava sendo observado.

Dessa forma, conclui-se que o observador colapsou a função de onda pela simples observação.

Conclui-se por meio desse experimento que a forma como nós observamos a realidade determina que essa realidade exista materialmente falando. E se não a observamos, ela simplesmente existe como onda de possibilidades.


Artigo relacionado: Dualidade onda-partícula e a criação da realidade.

Namastê!

Rebec@


Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!
Blog Feminino Quântico: http://www.femininoquantico.com.br/2017/07/fenda-dupla-descomplicada.html

terça-feira, 25 de julho de 2017

SEMANA SUPER INTENSA: O DIA FORA DO TEMPO, ECLIPSES E PORTAL DE LEÃO


Por Rebeca Crivelaro Campos

Estamos entrando em um período um tanto quanto intenso no começo dessa semana, com a lua nova em Leão em 23/07/2017. 

Lua, Sol e Marte estão em conjunção, ou seja, as energias se fundem e ampliam o poder da força leonina sobre todos nós. Com o regente de Leão, o Sol, presente nessa conjunção, esse aspecto ganha ainda mais força e passa a transbordar luz e intensidade para os outros dois planetas próximos.

O Sol, como símbolo da nossa essência, e a Lua, como arquétipo das nossas emoções, encontram-se na casa 12, como representantes do masculino e do feminino divinos, trazendo à luz ao que ainda está oculto, inconsciente e nos convidando a um equilíbrio dessas energias.

No entanto, com Marte na casa 1, somos chamados a tomar alguma iniciativa com toda a informação que nos está sendo revelada da casa 12 pelo Sol e pela Lua juntos. Com Marte na casa do ascendente, ficamos mais ativos e no signo de Leão, tendemos agora a vislumbrar ideias, planos e projetos de forma mais criativa, corajosa e autoconfiante.

Com essa força nas casas 12 (Sol e Lua) e 1 (Marte), vivemos um momento de morte e renascimento, de deixar ir o velho e de começar o novo, tudo ao mesmo tempo. Mas, com Leão nessas duas casas somos impelidos a nos conectar ao nosso sol interno, ou seja, ao nosso coração. 

Os finais da casa 12 nos fornecem informações valiosas para que, no ardor de Marte, na casa do ascendente, possamos sim partir para o novo conectados à nossa verdade interior, impulsionados pela criatividade e generosidade leoninas.

Para deixar ainda mais acentuada a força leonina, temos o nodo norte em leão, ingresso desde maio desse ano, que coloca de forma ainda mais clara a importância de nos conectarmos ao nosso coração, à nossa soberania interna, antes de estabelecermos qualquer intenção ou ação em nossas vidas.

Assim, recebemos as boas vindas das energias leoninas nesse final de julho, que irá nos preparar para dois eclipses no próximo mês de agosto (nos dias 7 e 21). Para coroar toda essa nobreza leonina, os eclipses serão atravessados pelas energias entrantes do Portal de Leão em 08/08/2017.

Além de todo essa intensidade, temos hoje, dia 25 de Julho, o dia fora do tempo no calendário Maia, também conhecido como 'o dia do perdão universal'. Assim, o dia 26 de julho é o primeiro dia do um ano novo que associa-se ao nascimento astronômico da estrela de Sírius, elevada no horizonte junto ao Sol, trazendo com mais intensidade energias de limpeza e renovação para o ciclo que se inicia.

Então, a dica prática da semana: vamos fazer e Ser alternadamente, sempre atentos à intenção por trás da ação. Colocamos todo nosso foco no nosso Sol interno, para que ele possa resplandecer externamente em qualquer lugar que passemos!

Uma ótima semana a todos e um ótimo final de mês!

Namastê! 

Rebec@

* Caso queira conhecer um pouco mais do que seu mapa pessoal astrológico diz clique AQUI!

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem!