sábado, 17 de dezembro de 2016

PERGUNTAS E RESPOSTAS COM O CONSELHO GALÁCTICO DE LUZ


Por Jenny Schiltz
16 de Dezembro de 2016

Gostaria de compartilhar com todos uma experiência em que me descobri sendo atraída para me encontrar com o Conselho Galáctico de Luz (CGL). Nesse encontro, fiz algumas perguntas que achei que eram relevantes para o que estamos presenciando em relação aos clientes e outras observações, bem como o que venho experimentando. Este é um trecho da conversa que eu tive com o CGL.

Jenny: Esses últimos meses foram excepcionalmente intensos. Uma das minhas clientes descreveu-me que era como se ela estivesse no meio de uma rodovia, atingida por um caminhão e quando ela se levantava, era atingida por outro. Sinto e acredito que muitas pessoas podem estar se relacionando com esse sentimento.

CGL: Sim, essa intensidade de que você fala aumentou, não somente para o corpo físico, mas também a dissonância mantida nos pensamentos, crenças e ações da pessoas é também exagerada.

Jenny: Qual é o propósito desse aumento na intensidade?

CGL: Simplesmente, integração. É de importância primordial que cada pessoa integre todo o seu ser. Cada pessoa deve escolher integrar-se intencionalmente com todas as suas partes de densidade inferior, a fim de completar a integração dos aspectos superiores da sua alma. Alguns se referem a essas partes como sua sombra, sua criança interior ferida, e embora isso seja exato, há também frações que foram esmagadas ou separadas do todo, porque a pessoa sente que devia ou deve agir de determinado modo ou tornar-se determinada pessoa. Esses papéis estão agora se desintegrando, enquanto as partes que querem vir para o todo estão ficando mais ruidosas. Esse é o motivo porque muitos estão vendo o ego elevar-se, mesmo naqueles que proclamaram ter superado tal separação.

É importante compreender que a sua vida é um microcosmo do macrocosmo. A Fonte criou tudo: as galáxias, os mundos, os sistemas estelares… Cada alma criada era a Fonte fragmentada em milhões de pedaços, de modo que as informações pudessem ser reunidas e retornadas. A Fonte queria experimentar tudo o que é, e tudo o que não é. Conforme cada alma expressa a própria versão do aprendizado, o objetivo principal é retornar com as informações e uma nova perspectiva. Isso não é diferente do objetivo que cada ser na Terra realizou. Cada alma que escolhe vir à Terra, o faz para experimentar tudo o que é, e tudo o que não é. Essa experiência pode levar muitas e muitas existências ou pode apenas levar algumas. O objetivo principal é o mesmo: aprender, crescer, experimentar, e depois, integrar.

Quando a Fonte integra as partes que retornaram a ela, não o faz com desdém, devido às experiências, mas com profundo amor e compreensão. Porque, veja você, enquanto a intenção é explorar tudo o que a Fonte não era, assim como o que é, o que se aprendeu é que A FONTE É TUDO. Não há distinção entre o que foi considerado parte da Fonte e o que foi considerado características impossíveis. Quando a Fonte integra essas lições, experiências, sentimentos e emoções, o faz com muito amor e alegria.

A cada integração surge mais compreensão e unicidade. Isso é o que está sendo solicitado de cada um de vocês igualmente. Integrar plenamente cada parte, cada experiência, cada lição com alegria e amor. Essa é a única forma que verdadeira unicidade pode ser alcançada.

Conforme vocês avançam nesta jornada, muitos estão constatando que são capazes de sustentar muita luz, frequências mais elevadas, todavia, há ainda disfunção oculta nas profundezas do ser. Há uma tendência de se acreditar que quanto mais luz uma pessoa sustenta, mais ela poderia gostar de rejeitar as partes que ainda residem nas dimensões inferiores. São essas partes que estão se mostrando muito fortemente agora.

Como lhe foi demonstrado, nos próximos meses, começaremos o processo de separar as frequências. Cada pessoa será obrigada a manter sua frequência em uma taxa mais elevada a cada momento. A fim de fazer isso, as partes que ainda residem nas dimensões inferiores devem ser integradas e acolhidas com amor.

Jenny: O que isso parece para as pessoas?

CGL: Para muitos, o tópico em questão é a autoestima e desfazer eons de condicionamento que pregava o auto sacrifício e a indignidade. Para outros, profundas feridas serão abertas para serem curadas, aceitas, perdoadas e então integradas. Para alguns, será um profundo chacoalhar de todas as crenças de modo que a pessoa é forçada a dar uma olhada naquilo que está criando, permitindo e perpetuando em sua vida. Para compreender o que as pessoas estão passando deve-se apenas olhar para o coletivo. Aqui, novamente, é um exemplo de um microcosmo se revelando em um macrocosmo.

Jenny: Foi-me explicado que, em alguns meses, a separação de frequências vai começar, mas será lenta e vai durar quase dois anos. Isso é exato?

CGL: Sim, o objetivo da separação é para que as densidades inferiores desmoronem completamente. Se fosse feito em um instante, muitos seriam incapazes de viver nas frequências superiores. Tudo está sendo feito para que todas as almas tenham a oportunidade de avançar. Estamos muito esperançosos de que esse seja o caso para a maioria da humanidade.

Jenny: Então, agora, a coisa mais importante é o auto trabalho? A integração?

CGL: Sim, mas não se pode esquecer de que o retorno à alegria é necessário. A alegria e o amor são o seu estado natural. Retornar ao self, estar plenamente integrado com a sua alma, vai exigir que vocês retornem a isso.

Jenny: A alegria é um conceito difícil para muitos.

CGL: Sim, muitos devem entrar em contato com quem eles eram quando crianças, antes de as camadas de obrigações e crenças terem sido amontoadas sobre eles. Contudo, o que precisa ser compreendido é que estar em um estado de alegria não significa que tudo é perfeito no momento, mas que tudo está acontecendo para a mais elevada perfeição.

Jenny: Obrigada!

Respeite os créditos ao compartilhar a mensagem! 
Blog Feminino Quântico: http://www.femininoquantico.com.br/2016/12/perguntas-e-respostas-com-o-conselho.html
Fonte primária: Channeling Masters
Fonte secundária: Adavai Blog
Tradução: Ivete Brito (adavai@me.com)
Copyright 2016, Jenny Schiltz – Se repassar, por favor, mantenham a integridade desta informação exatamente como se encontra aqui e incluindo todos os links acima e os links da publicação original.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço antecipadamente o seu comentário! Ele será respondido o mais breve possível!